Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Março de 2019

MÉDIO ORIENTE

Nas areias movediças do Médio Oriente

ÁFRICA

Drogas em África As novas rotas do tráfico de heroína

ÁFRICA

A África a mercê de um Triângulo Voraz

ÁFRICA

África Oriental O regresso ao grande investimento nos Caminho-de-ferro

MUNDO

RefugiadosAs cifras da vergonha!

ÁFRICA

Estaca da África em Brexit

MUNDO

Racistas ou nem por isso?

EGITO

O futuro do Egipto passa pela energia solar

Rádio

Publicidade

Economia

Abertura do novo aeroporto de Luanda prevista para março de 2017

| Editoria Economia | 05/03/2015

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O novo aeroporto internacional de Luanda, considerada a maior obra pública de Angola, começa a funcionar em março de 2017, e contará com uma ligação ferroviária própria, foi esta quarta-feira anunciado, durante a visita do Presidente da República ao local.

A construção do novo aeroporto de Luanda arrancou em 2004 e a sua conclusão está projetada para março de 2017
(DR)

A construção do aeroporto, no município de Ícolo e Bengo, a 30 quilómetros do centro da cidade de Luanda, está a cargo da Empresa China International Fund Limited - CIF, por 3,8 mil milhões de dólares. Duas das pistas já estão praticamente concluídas, assim como a torre de controlo do aeroporto, estando a decorrer a construção dos terminais, que segundo o governo deverão receber 15 milhões de passageiros por ano.

De acordo com informação transmitida pelo ministério dos Transportes durante a visita às obras do Presidente, José Eduardo dos Santos, além de um novo acesso rodoviário, o aeroporto contará com uma ligação ferroviária direta - pela empresa de Caminhos de Ferro de Luanda - e seis estações, a última das quais já no terminal aéreo.

«Os acessos estão sincronizados com o andamento das obras do aeroporto. Tudo indica que em 2017 o aeroporto possa funcionar», disse aos jornalistas, durante a visita de constatação do chefe de Estado, o ministro dos Transportes, Augusto Tomás.

Por sua vez, o presidente da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (ENANA) disse que o novo aeroporto internacional de Luanda será o «mais importante» na África Central. Manuel Ceita falava aos jornalistas à margem da visita de José Eduardo dos Santos.

«Este aeroporto será um hub que vai retirar algum tráfego [aéreo] da parte central e da parte sul de África, e pensamos que nesta região será o aeroporto mais importante. Vamos nessa altura competir com outras regiões», afirmou o presidente do conselho de administração da empresa pública que gere os aeroportos angolanos. «O novo aeroporto constituirá também um polo económico e financeiro do país», rematou o presidente da ENANA.

A construção do novo aeroporto de Luanda arrancou em 2004, e a sua conclusão, como referido, está projetada para março de 2017, ano em que se realizam em Angola as terceiras eleições gerais em período de paz. O projeto é financiado por fundos chineses englobados na linha de crédito aberta por Pequim para permitir a reconstrução de Angola, depois de terminado um período de três décadas de guerra civil. O China International Fund Limited, entidade que financia o projeto, refere no seu sítio oficial na internet que tem em mãos a construção do «maior aeroporto de África», a propósito desta obra.

Com sede em Hong Kong, o CIF adianta que a obra contempla um terminal com 160 mil metros quadrados e outro de mercadorias, de 6,2 mil metros quadrados, que permitirá escoar 35 mil toneladas por ano.

O novo aeroporto internacional está implantado numa área de 1324 hectares e terá duas pistas duplas, com capacidade para aterragem do maior avião comercial do mundo, o Airbus A380.

A pista norte do aeroporto terá 4200 metros de comprimento, enquanto a sul terá 3800 metros. Cada uma delas conta com 60 metros de largura.´

Redação com Agência

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade