Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Novembro de 2018

ESTADOS UNIDOS

ESTADOS UNIDOS DEMOCRATAS RECUPERAM CÂMARA DOS REPRESENTANTES

COMORES

FRACASSO DA REBELIÃO NA ILHA DE ANJOUAN

CONGO RD

DESTAQUE RD CONGO

AFEGANISTÃO

O DILEMA AMERICANO DA RETIRADA SEM GLÓRIA

NOVA CALEDÓNIA

A colonização em questão na Nova Caledónia

ANGOLA

PANORAMA DOS RECURSOS HUMANOS EM ANGOLA

ANGOLA

EM NOME DO CANUDO, A FABRICA DOS DIPLOMAS

ARGENTINA

Será justiça o que fazem com Kirchner?

Rádio

Publicidade

Estudos

As dez maiores empresas de África

| Editoria Estudos | 16/04/2015

-A / +A

Imprimir

-A / +A


As dez maiores empresas de África

10 Old Mutual (9,6 milhões de dólares)

A Old Mutual atua sobretudo em poupanças de longo prazo e soluções de investimento, e tem mais de 14 milhões de clientes em todo o mundo. Esta empresa lida com fundos que rondam os 386,6 mil milhões de dólares e tem ativos por todo o mundo. Está cotada na Bolsa de Valores Joanesburgo e na da Namíbia.

9 FirstRand Limited (10,5 milhões de dólares)

O negócio original daquilo que acabou por se tornar a FirstRand Limited, em 1998, foi fundado na década de 70, como um banco de investimento especializado, por três empresários. Hoje mantém filiais bancárias, de que é proprietária na totalidade ou em parte, no Botswana, em Moçambique, na Namíbia, na África do Sul, na Suazilândia, na Tanzânia e na Zâmbia.

8 Standard Bank Group (15,34 milhões de dólares)

O grupo tem uma história de 151 anos na África do Sul, e começou a construir a sua franquia subsaariana no início dos anos 90. Atualmente, opera em 18 países no continente, ainda incluindo a África do Sul.

7 Naspers (18 milhões de dólares)

Cotada na Bolsa de Joanesburgo desde em 1994, a empresa foi fundada em 1915. É um grupo multinacional líder na área dos media e de internet, com operações em 133 países. Ao longo das últimas duas décadas evoluiu de um negócio tradicional de media impressos, presente apenas num país, para uma empresa de e-media com uma base ampla em vários mercados.

6 Sasol (18 milhões de dólares)

Esta é uma empresa internacional química e de energia, que se expandiu para países como Moçambique, Canadá e Uzbequistão. Hoje a Sasol detém participações em 38 países, e tem 34 mil funcionários. Desenvolve e comercializa tecnologias e constrói e opera instalações à escala mundial para produzir uma gama de fluxos de produtos, incluindo combustíveis líquidos, produtos químicos de alto valor e eletricidade de baixo carbono.

5 MTN Group (26,9 milhões de dólares)

Lançado em 1994, o MTN Group é uma empresa líder entre as operadoras móveis presentes nos mercados emergentes, que está na vanguarda das mudanças tecnológicas que atravessam o mundo. Com sede em Joanesburgo, África do Sul, a empresa expandiu as suas operações por toda a África, pela Europa e pelo Médio Oriente. Tem 34 558 funcionários, que comunicam entre si em cinco línguas oficiais e representam 55 nacionalidades.

4 Richemont (28 milhões de dólares)

A Compagnie Financière Richemont SA é uma holding de bens de luxo com sede na Suíça, fundada há 25 anos pelo empresário sul-africano Johann Rupert. Os interesses do grupo incluem Cartier, Van Cleef & Arpels e Piaget. A Richemont detém participações minoritárias na Cartier Monde SA e na Rothmans International. A empresa expandiu-se por todo o mundo e anunciou lucros de mais de 2 mil milhões de dólares em 2013.

3 Anglo American (29,3 milhões de dólares)

A Anglo American é uma das maiores empresas de mineração do mundo, com sede no Reino Unido e cotada nas bolsas de valores de Londres e de Joanesburgo. Na África do Sul, tem operações em quatro commodities: minério de ferro, carvão térmico, platina e diamantes. A companhia também emprega mais de 100 mil pessoas, e é o maior empregador do setor privado na África do Sul.

2 SABMiller (39,2 milhões de dólares)

A SABMiller é uma das principais fabricantes de cerveja do mundo, com mais de 200 marcas de cerveja e cerca de 70 mil funcionários espalhados por mais de 75 países. O negócio começou em 1895, e esta foi a primeira empresa industrial a ser cotada na bolsa de Joanesburgo. Parte de sua fórmula vencedora tem consistido em criar e alimentar marcas locais e fortes e em criar portfólios de marcas que respondam às necessidades dos consumidores em cada um dos seus mercados.

1 BHP Billiton (50,6 milhões de dólares)

A BHP Billiton está entre os maiores produtores mundiais das principais commodities, incluindo alumínio, carvão, cobre, minério de ferro, manganês, níquel, prata e urânio, e tem interesses substanciais em petróleo e gás.

Atualmente, opera em 25 países e emprega cerca de 41 mil pessoas.

A empresa foi formada a partir de uma fusão entre a BHP e a Billiton, em junho de 2001, e isso fez dela uma das maiores empresas mundiais de recursos diversos.

As raízes da Billiton remontam a 1852, a partir de uma mina de estanho numa ilha indonésia pouco conhecida e com o mesmo nome, e a BHP, ou Broken Hill Proprietary, começou numa mina de prata, chumbo e zinco em Broken Hill, na Austrália, em 1885.

Hoje, a estratégia corporativa baseia-se em possuir um ativo operacional adaptável à mercadoria, à geografia e ao mercado.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade