Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Fevereiro de 2019

ÁFRICA

ELEIÇÕES E DEMOCRACIA EM ÁFRICA A CONTROVÉRSIA SOBRE UM MODELO QUE SE IMPÕE

ÁFRICA

Calendário das Eleições em África 2019

ÁFRICA

O REFINAMENTO DOS REGIMES AUTORITÁRIOS NÃO É SÓ COISA DE AFRICANOS

CONGO RD

AS ELEIÇÕES NA RD CONGO AS PRECIOSAS LIÇÕES QUE A RD CONGO APRENDEU COM A CÔTE D’IVOIRE

ÁFRICA

A África é segunda no ranking mundial da desflorestação

EGITO

África quer tornar comércio intra-africano uma marca

ÁFRICA

«Guerra contra o terrorismo islâmico em Africa»: Anatomia de um fracasso

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

Rádio

Publicidade

Economia

Organização Mundial de Comércio chega a acordo sobre exportações agrícolas

| Editoria Economia | 21/12/2015

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A Organização Mundial do Comércio (OMC) alcançou este domingo, em Nairobi, no Quénia, um acordo para a eliminação de subvenções à exportação de produtos agrícolas nos países desenvolvidos, uma medida que era exigida pelos países em desenvolvimento.

«Conseguimos o melhor acordo possível», disse Roberto Azevedo
(DR)

«O acordo em temas de agricultura é histórico porque acaba com uma das maiores distorções do mercado», declarou o diretor da OMC, Roberto Azevedo.

A concessão de ajudas à exportação de produtos agrícolas dos países desenvolvidos limitou até agora a entrada nos seus mercados de bens de economias em desenvolvimento, pelo que a supressão destas ajudas tem sido uma das exigências históricas no seio da OMC.

«As negociações da OMC tinham o mau hábito de acabar em fracasso, mas nas últimas reuniões ministeriais criámos um novo hábito: o êxito. Conseguimos o melhor acordo possível», acrescentou Azevedo.

Segundo o acordo adotado, os países desenvolvidos devem eliminar os subsídios às exportações do setor agrícola a partir de agora e os países em desenvolvimento também devem suprimir estas ajudas a partir de 2018.

Redação com Agência

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade