Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2017

ÁFRICA

Oposições e renovação política em África

ANGOLA

Para bom entendedor

GUINÉ-BISSAU

Acode, ninguém acode!

BURKINA FASO

Bodas de prata do FESPACO

Rádio

Publicidade

Sociedade

Mais de 60 mortes em acidentes de viação na semana do Natal

| Editoria Sociedade | 30/12/2015

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Mais de 60 pessoas morreram e 366 ficaram feridas na sequência de 327 acidentes de viação no país na última semana, anunciou esta quarta-feira a Polícia Nacional.

Os acidentes foram causados por excesso de velocidade, má travessia dos peões, condução sob efeito de álcool e falta de iluminação, de perícia e de precaução dos condutores
(DR)

Os dados foram avançados pelo coordenador da comissão de asseguramento da quadra festiva, o segundo comandante-geral da Polícia Nacional, comissário-chefe Paulo de Almeida.

Os dados, que reportam ao período entre 20 e 27 de dezembro, indicam uma diminuição comparativamente a 2014. Contudo, a polícia continua preocupada com o elevado número de mortes (63).

Segundo Paulo de Almeida, os acidentes foram causados por excesso de velocidade, má travessia dos peões, condução sob efeito de álcool e falta de iluminação, de perícia e de precaução dos condutores.

No que se refere aos crimes, a Polícia registou, nos dias 24 e 25, um total de 227 crimes em todo o país, com Luanda a liderar a lista de crimes (36), seguida de Cabinda (21), Bié (19), Huíla (18) e Benguela (15).

Das ocorrências há a destacar os homicídios, as ofensas corporais e as violações sexuais, que resultaram na morte de pelo menos dez pessoas.

Na província de Benguela, seis crianças, entre 1 e 8 anos de idade, morreram carbonizadas, porque o pai ateou fogo à casa, e, num outro caso, a avó matou o neto, de 1 ano, atirando-o contra a parede, por desavenças com a filha.

Já na província do Zaire, um homem de 56 anos matou a tiro as suas duas mulheres, que se encontravam a discutir, tendo-se depois suicidado.

Apesar dos números, a polícia considerou calma a situação na semana dos festejos do natal, preocupando apenas a tipologia dos crimes – a maioria ocorridos em ambiente familiar.

No asseguramento da quadra natalícia estiveram de prontidão mais de 93 mil efetivos da Polícia Nacional, da Proteção Civil e dos Bombeiros, do Serviço de Migração Estrangeiros, do Serviço de Investigação Criminal e das Forças Armadas.

Redação com Agência

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade