Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Fevereiro de 2019

ÁFRICA

ELEIÇÕES E DEMOCRACIA EM ÁFRICA A CONTROVÉRSIA SOBRE UM MODELO QUE SE IMPÕE

ÁFRICA

Calendário das Eleições em África 2019

ÁFRICA

O REFINAMENTO DOS REGIMES AUTORITÁRIOS NÃO É SÓ COISA DE AFRICANOS

CONGO RD

AS ELEIÇÕES NA RD CONGO AS PRECIOSAS LIÇÕES QUE A RD CONGO APRENDEU COM A CÔTE D’IVOIRE

ÁFRICA

A África é segunda no ranking mundial da desflorestação

EGITO

África quer tornar comércio intra-africano uma marca

ÁFRICA

«Guerra contra o terrorismo islâmico em Africa»: Anatomia de um fracasso

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

Rádio

Publicidade

Política

Cimeira sobre Segurança Marítima em África novamente adiada

| Editoria Política | 02/02/2016

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Os chefes de Estado presentes na última cimeira da União Africana (UA) decidiram voltar a adiar a Conferência sobre a Segurança Marítima e o Desenvolvimento Económico em África, prevista inicialmente para o primeiro trimestre de 2016, no Togo.

Este novo adiamento, indicaram diversas fontes, dever-se-á a problemas de segurança
(DR)

«A Conferência dos Chefes de Estado da UA decidiu que a Cimeira sobre a Segurança Marítima e o Desenvolvimento em África deverá realizar-se a 15 de outubro, em Lomé. Recomendou igualmente que esta cimeira chegue à adoção de uma carta africana relativa à segurança marítima», lê-se no site oficial do ministério togolês dos Negócios Estrangeiros, que coordena a cimeira.

Neste quadro, prossegue o site Togodiplomatie.Info, «a União Africana aceitou a proposta do governo togolês de albergar uma reunião do Comité Técnico Especializado preparatória para a cimeira de Lomé».

Esta cimeira já foi adiada por duas vezes, em setembro e novembro de 2015, por «problemas logísticos», isto porque as infraestruturas aeroportuárias, rodoviárias e hoteleiras ainda não estavam instaladas. Por outro lado, o Hotel 2 de Fevereiro, que deverá albergar a cimeira, está em plena reabilitação (para se tornar Radison Blu), apesar das garantias do governo de que as obras estariam concluídas no final do ano passado.

No entanto, este novo adiamento, indicaram diversas fontes, dever-se-á a problemas de segurança. 

A Cimeira sobre a Segurança Marítima e o Desenvolvimento Económico em África visa debater a luta contra a pirataria no continente e promover a economia marítima.

Redação com Agência

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade