Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Turismo

Número de hotéis em Cabo Verde diminuiu em 2015

| Editoria Turismo | 06/03/2016

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O número de hotéis em Cabo Verde diminuiu 1,3% em 2015, em relação ao ano anterior, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE) cabo-verdiano, indicando que o país tinha no final do ano passado 226 estabelecimentos hoteleiros.

São Vicente foi a ilha onde se registou maior aumento de hotéis (3) face ao ano anterior
(DR)

Segundo os dados do inventário anual realizado pelo INE, no final de 2015 os estabelecimentos hoteleiros ofereceram uma capacidade de alojamento de 10 626 quartos, 18 055 camas e 22 954 lugares, traduzindo-se em decréscimos de 2,0%, 0,7% e 0,9%, respetivamente, em relação ao mesmo período do ano anterior.

Santiago é a ilha com mais estabelecimentos hoteleiros no país, totalizando 49, o que corresponde a 21,7% do total existente, mas mesmo assim registou menos dois hotéis em 2015, em comparação com o ano anterior.

Em número de hotéis seguem-se as ilhas de Santo Antão (42), São Vicente (40) e Sal (28), correspondentes a 18,6%, 17,7% e 12,4%, respetivamente.

São Vicente foi a ilha onde se registou maior aumento de hotéis (3) face ao ano anterior, seguindo-se Santo Antão e Maio, ambas com mais um hotel.

Em relação ao tipo de alojamento, em 2015 verificou-se maior aumento nos hotéis, com mais 5 face ao ano de 2014, seguidos das residenciais (2). Nas pensões registou-se a maior diminuição (6), seguindo-se as pousadas e os hotéis-apartamentos, ambos com menos dois cada.

«Considerando a tipologia dos estabelecimentos, as residenciais passaram a ser os estabelecimentos hoteleiros com maior peso, representando cerca de 31,4% do total, ficando as pensões e os hotéis em segundo e terceiro lugares, com 28,3% e 26,1%, respetivamente», indicou o INE, adiantando que nos aldeamentos turísticos não se registaram variações.

O Sal continua a ser a ilha com maior número de quatros disponíveis, com 47,2%, seguida da Boavista, com 24,7% e de Santiago, com 11,2%.

«Os hotéis continuam a liderar, com cerca de 75,6% dos quartos, seguidos pelas residenciais e pelas pensões, com 7,4% e 6,7%, respetivamente», prossegue a nota do INE, dizendo que a oferta de camas se concentrou principalmente na ilha do Sal (49,3%). Seguem-se as ilhas da Boa Vista, com 27,1%, de Santiago, com 9,3%, e de S. Vicente, com 6,6%, enquanto as restantes ilhas oferecem cerca de 7,7% do total das camas disponíveis no país, conclui o INE.

Redação com Agência

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade