Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Março de 2018

MIANMAR

Rohingyas, vítimas da História e dos jogos de influência na Ásia

CHINA

A China e o futuro

ANGOLA

Novo Presidente, vida nova?

BRASIL

O país enfrenta 12 meses turbulentos

Rádio

Publicidade

Política

HRW denuncia expulsões forçadas em florestas protegidas da Costa do Marfim

| Editoria Política | 15/06/2016

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A ONG Human Rights Watch (HRW) denunciou esta segunda-feira expulsões forçadas, seguidas de violência e extorsão, dos ocupantes das florestas protegidas na Costa do Marfim, iniciadas em janeiro, e pediram ao governo marfinense para pôr fim a esta «violação do direito internacional».

A organização reconhece que as 231 florestas protegidas da Costa do Marfim foram devastadas pelo desmatamento mas frisa que os direitos humanos não podem ser violados
(DR)

A Companhia Marfinense de Desenvolvimento das Plantações Florestais (SODEFOR, pública) «expulsa regularmente os agricultores sem aviso prévio, queimando muitas vezes as suas casas e os seus bens durante o processo», acusa a ONG num relatório. «Os agricultores são também muitas vezes espancados e humilhados durante as operações de expulsão», segundo a HRW.

A organização reconhece que as 231 florestas protegidas da Costa do Marfim foram devastadas pelo desmatamento e que mais de metade dos 4 milhões de hectares das florestas classificadas do país foi desmatada para ser transformada em terras agrícolas.

O governo anunciou em setembro a sua decisão de restaurar as florestas classificadas no quadro dos seus esforços de combate às mudanças climáticas. «No entanto, se a conservação das florestas pode desempenhar um papel importante na luta contra as alterações climáticas, as medidas de proteção do meio ambiente devem respeitar os direitos humanos das pessoas que vivem nas florestas protegidas», sublinha a ONG.

Por último, a HRW pede investigação e ações penais contra os autores destes abusos, incluindo os agentes da SODEFOR.

Redação com Agência

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade