Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Abril de 2017

ÁFRICA

Oposições e renovação política em África

ANGOLA

Para bom entendedor

GUINÉ-BISSAU

Acode, ninguém acode!

BURKINA FASO

Bodas de prata do FESPACO

Rádio

Publicidade

Estudos

Angola - Índice de Preços no Consumidor - Maio de 2016

| Editoria Estudos | 18/06/2016

-A / +A

Imprimir

-A / +A


(DR)

Angola - Índice de Preços no Consumidor - Maio de 2016

ÍNDICE DE PREÇO NO CONSUMIDOR NACIONAL (IPCN)

O Índice de Preços no Consumidor Nacional registou uma variação de 3,31%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

As províncias que registaram maior aumento foram: Cabinda com 3,75%, Lunda Sul com 3,69% e Luanda com 3,46%. As províncias com menor variação foram: Huambo com 2,55%, Benguela com 2,74% e Cunene com 2,83%.

A classe “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 4,54% foi a que registou o maior aumento de preços. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” com 4,33%, “Bens e Serviços Diversos” com 3,79% e “Saúde” com 3,31%.

CONTRIBUIÇÃO POR CLASSES DE DESPESA DO IPCN

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,05 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Bens e Serviços Diversos” com 0,21 pontos percentuais, “Transportes” com 0,20 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” e “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,17 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,17 pontos percentuais.

LUANDA

O nível geral do Índice de Preços no Consumidor (IPC) da cidade de Luanda registou uma variação de 3,46% entre o mês de Abril a Maio de 2016.

A classe “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,72%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Alimentação e “Bebidas não Alcoólicas” com 4,49%, “Bens e Serviços Diversos” com 4,41% e “Saúde” com 3,33%.

VARIAÇÃO HOMÓLOGA

A variação homóloga situa-se em 29,23%, registando um aumento de 20,37 pontos percentuais com relação a observada em igual período do ano anterior.

CONTRIBUIÇÃO POR CLASSES DE DESPESA

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços em Luanda, seguida de “Bens e Serviços Diversos”, “Transportes”, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” e “ Vestuário e Calçado”.

CABINDA

O Índice de Preços no Consumidor da província de Cabinda registou uma variação de 3,75%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,99%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Transportes” com 3,72%, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 2,97% e “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 2,55%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 3,05 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,15 pontos percentuais, “Transportes” com 0,13 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” e “Vestuário e Calçado” com 0,12 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,12 pontos percentuais.

ZAIRE

O Índice de Preços no Consumidor da província do Zaire registou uma variação de 3,02%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,01%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 3,96%, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 3,89% e “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,72%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,21 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,16 pontos percentuais, “Vestuário e Calçado” e “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 0,13 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,13 pontos percentuais.

UÍGE

O Índice de Preços no Consumidor da província do Uíge registou uma variação de 3,03%, durante o período de Abril a de Maio 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,64%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Saúde” com 3,15%, “Vestuário e Calçado” com 3,10% e “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 2,85%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,15 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Vestuário e Calçado” com 0,27 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,19 pontos percentuais, e “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,11 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,11 pontos percentuais.

CUANZA NORTE

O Índice de Preços no Consumidor da província do Cuanza Norte registou uma variação de 3,15%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,77%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 3,45%, “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 2,91%, e “Bens e Serviços Diversos” com 2,87%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral  de preços, com 2,30 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,25 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,16 pontos percentuais e “Bens e Serviços Diversos” com 0,11 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,11 pontos percentuais.

CUANZA SUL

O Índice de Preços no Consumidor da província do Cuanza Sul registou uma variação de 3,00%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,84%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,00%, “Saúde” com 2,98%, e “Bens e Serviços Diversos” com 2,36%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,07 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,20 pontos percentuais, “Transportes” com 0,19 pontos percentuais e “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 0,12 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,12 pontos percentuais.

MALANJE

O Índice de Preços no Consumidor da província de Malanje registou uma variação de 2,93%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,29%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,03%, “Vestuário e Calçado e “Saúde” com 2,95% cada.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 1,77 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Transportes” com 0,33 pontos percentuais, “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 0,18 pontos percentuais e “Vestuário e Calçado” com 0,16 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,16 pontos percentuais.

LUNDA NORTE

O Índice de Preços no Consumidor da província da Lunda Norte registou uma variação de 3,20%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,90%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Saúde” com 3,08%, “Vestuário e Calçado” com 3,07% e “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,02%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,26 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Vestuário e Calçado” com 0,17 pontos percentuais, “Hotéis, Cafés e Restaurantes”, com 0,14 pontos percentuais e “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,13 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores 0,13 pontos percentuais.

BENGUELA

O Índice de Preços no Consumidor da província de Benguela registou uma variação de 2,74%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,57%. Destacam Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,55%, “Transportes” com 2,65% e “Vestuário e Calçado” com 2,58%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 1,70 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Vestuário e Calçado” com 0,22 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção”e “Transportes” com 0,19 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,19 pontos percentuais.

HUAMBO

O Índice de Preços no Consumidor da província do Huambo registou uma variação de 2,55%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,38%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Saúde” com 2,63%,  “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 2,55% e “Bens e Serviços Diversos” com 2,54%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 1,85 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” e “Saúde” com 0,13 pontos percentuais cada, “Bens e Serviços Diversos” e “Transportes” com 0,10 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,10 pontos percentuais.

BIÉ

O Índice de Preços no Consumidor da província do Bié registou uma variação de 3,45%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,98%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Lazer, Recreação e Cultura” com 3,86%, “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,59% e “Bens e Serviços Diversos” com 3,34%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,81 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Transportes” com 0,15 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,14 pontos percentuais e “Bens e Serviços Diversos” com 0,10 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,10 pontos percentuais.

MOXICO

O Índice de Preços no Consumidor da província do Moxico registou uma variação de 3,10%, durante o período de Abril a Maio o de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,34%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,32%, “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 2,62% e “Saúde” com 2,33%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,41 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,16 pontos percentuais, “Bens e Serviços Diversos” e “Vestuário e Calçado” com 0,13 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,13 pontos percentuais.

CUANDO CUBANGO

O Índice de Preços no Consumidor da província do Cuando Cubango registou uma variação de 3,40%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,16%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 2,73%, “Bens e Serviços Diversos” com 2,38% e “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 1,58%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 3,06 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Bebidas Alcoólicas e Tabaco”, “Bens e Serviços Diversos” e “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,06 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,06 pontos percentuais.

NAMIBE

O Índice de Preços no Consumidor da província do Namibe registou uma variação de 2,95%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,68%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 2,97%, “Transportes” com 2,53% e “Bens e Serviços Diversos” com 2,19%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,17 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,18 pontos percentuais, “Transportes” com 0,16 pontos percentuais e “Vestuário e Calçado” com 0,12 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,12 pontos percentuais.

HUÍLA

O Índice de Preços no Consumidor da província da Huíla registou uma variação de 2,99%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,65%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,58%, “Saúde” com 2,89% e “Bens e Serviços Diversos” com 2,36%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,24 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes “Saúde” com 0,18 pontos percentuais, “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,17 pontos percentuais e “Transportes” com 0,09 pontos percentuais . As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,09 pontos percentuais.

CUNENE

O Índice de Preços no Consumidor da província de Cunene registou uma variação de 2,83%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,73%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Saúde” com 3,02%, “Bens e Serviços Diversos” com 2,92%, e “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 2,76%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 1,85 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das  classes: “Transportes” com 0,38 pontos percentuais, “Bens e Serviços Diversos” com 0,15 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção”, “Vestuário e Calçado” e “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,09 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,09 pontos percentuais.

LUNDA SUL

O Índice de Preços no Consumidor da província da Lunda Sul registou uma variação de 3,69%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,76%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 3,34%, “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 3,14% e “Vestuário e Calçado” com 2,94%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,66 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida da classe: “Transportes” com 0,33 pontos percentuais, “Vestuário e Calçado” com 0,22 pontos percentuais e “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,15 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,15 pontos percentuais.

BENGO

O Índice de Preços no Consumidor da província do Bengo registou uma variação de 3,03%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,21%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,82%, “Saúde” com 2,36% e “Bens e Serviços Diversos” com 2,31%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,24 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Transportes” com 0,20 pontos percentuais, “Vestuário e Calçado” com 0,14 pontos percentuais e “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,12 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,12 pontos percentuais.

INE Angola

Junho de 2016

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade