Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Outubro de 2018

ANGOLA

PANORAMA DOS RECURSOS HUMANOS EM ANGOLA

ANGOLA

EM NOME DO CANUDO, A FABRICA DOS DIPLOMAS

ARGENTINA

Será justiça o que fazem com Kirchner?

ÁFRICA

RELGIÕES E SEITAS EM ÁFRICA, O NOVO ÓPIO DO POVO?

ÁFRICA

Condições do FMI na África atual

MUNDO

Odebrecht e Microsoft firmam acordo de cooperação científica e tecnológica

ÁFRICA

PAÍSES FALHADOS, OU ESTADOS FRÁGEIS, EIS A QUESTÃO NÃO SÓ AFRICANA

BRASIL

Entrevista Celso Marcondes - “O Brasil deve retomar sua política externa de integração”

Rádio

Publicidade

Estudos

Angola - Índice de Preços no Consumidor - Maio de 2016

| Editoria Estudos | 18/06/2016

-A / +A

Imprimir

-A / +A


(DR)

Angola - Índice de Preços no Consumidor - Maio de 2016

ÍNDICE DE PREÇO NO CONSUMIDOR NACIONAL (IPCN)

O Índice de Preços no Consumidor Nacional registou uma variação de 3,31%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

As províncias que registaram maior aumento foram: Cabinda com 3,75%, Lunda Sul com 3,69% e Luanda com 3,46%. As províncias com menor variação foram: Huambo com 2,55%, Benguela com 2,74% e Cunene com 2,83%.

A classe “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 4,54% foi a que registou o maior aumento de preços. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” com 4,33%, “Bens e Serviços Diversos” com 3,79% e “Saúde” com 3,31%.

CONTRIBUIÇÃO POR CLASSES DE DESPESA DO IPCN

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,05 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Bens e Serviços Diversos” com 0,21 pontos percentuais, “Transportes” com 0,20 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” e “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,17 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,17 pontos percentuais.

LUANDA

O nível geral do Índice de Preços no Consumidor (IPC) da cidade de Luanda registou uma variação de 3,46% entre o mês de Abril a Maio de 2016.

A classe “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,72%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Alimentação e “Bebidas não Alcoólicas” com 4,49%, “Bens e Serviços Diversos” com 4,41% e “Saúde” com 3,33%.

VARIAÇÃO HOMÓLOGA

A variação homóloga situa-se em 29,23%, registando um aumento de 20,37 pontos percentuais com relação a observada em igual período do ano anterior.

CONTRIBUIÇÃO POR CLASSES DE DESPESA

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços em Luanda, seguida de “Bens e Serviços Diversos”, “Transportes”, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” e “ Vestuário e Calçado”.

CABINDA

O Índice de Preços no Consumidor da província de Cabinda registou uma variação de 3,75%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,99%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Transportes” com 3,72%, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 2,97% e “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 2,55%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 3,05 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,15 pontos percentuais, “Transportes” com 0,13 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” e “Vestuário e Calçado” com 0,12 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,12 pontos percentuais.

ZAIRE

O Índice de Preços no Consumidor da província do Zaire registou uma variação de 3,02%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,01%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 3,96%, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 3,89% e “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,72%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,21 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,16 pontos percentuais, “Vestuário e Calçado” e “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 0,13 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,13 pontos percentuais.

UÍGE

O Índice de Preços no Consumidor da província do Uíge registou uma variação de 3,03%, durante o período de Abril a de Maio 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,64%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Saúde” com 3,15%, “Vestuário e Calçado” com 3,10% e “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 2,85%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,15 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Vestuário e Calçado” com 0,27 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,19 pontos percentuais, e “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,11 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,11 pontos percentuais.

CUANZA NORTE

O Índice de Preços no Consumidor da província do Cuanza Norte registou uma variação de 3,15%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,77%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 3,45%, “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 2,91%, e “Bens e Serviços Diversos” com 2,87%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral  de preços, com 2,30 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,25 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,16 pontos percentuais e “Bens e Serviços Diversos” com 0,11 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,11 pontos percentuais.

CUANZA SUL

O Índice de Preços no Consumidor da província do Cuanza Sul registou uma variação de 3,00%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,84%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,00%, “Saúde” com 2,98%, e “Bens e Serviços Diversos” com 2,36%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,07 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,20 pontos percentuais, “Transportes” com 0,19 pontos percentuais e “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 0,12 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,12 pontos percentuais.

MALANJE

O Índice de Preços no Consumidor da província de Malanje registou uma variação de 2,93%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,29%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,03%, “Vestuário e Calçado e “Saúde” com 2,95% cada.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 1,77 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Transportes” com 0,33 pontos percentuais, “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 0,18 pontos percentuais e “Vestuário e Calçado” com 0,16 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,16 pontos percentuais.

LUNDA NORTE

O Índice de Preços no Consumidor da província da Lunda Norte registou uma variação de 3,20%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,90%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Saúde” com 3,08%, “Vestuário e Calçado” com 3,07% e “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,02%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,26 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Vestuário e Calçado” com 0,17 pontos percentuais, “Hotéis, Cafés e Restaurantes”, com 0,14 pontos percentuais e “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,13 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores 0,13 pontos percentuais.

BENGUELA

O Índice de Preços no Consumidor da província de Benguela registou uma variação de 2,74%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,57%. Destacam Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,55%, “Transportes” com 2,65% e “Vestuário e Calçado” com 2,58%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 1,70 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Vestuário e Calçado” com 0,22 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção”e “Transportes” com 0,19 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,19 pontos percentuais.

HUAMBO

O Índice de Preços no Consumidor da província do Huambo registou uma variação de 2,55%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,38%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Saúde” com 2,63%,  “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 2,55% e “Bens e Serviços Diversos” com 2,54%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 1,85 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” e “Saúde” com 0,13 pontos percentuais cada, “Bens e Serviços Diversos” e “Transportes” com 0,10 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,10 pontos percentuais.

BIÉ

O Índice de Preços no Consumidor da província do Bié registou uma variação de 3,45%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,98%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Lazer, Recreação e Cultura” com 3,86%, “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,59% e “Bens e Serviços Diversos” com 3,34%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,81 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Transportes” com 0,15 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,14 pontos percentuais e “Bens e Serviços Diversos” com 0,10 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,10 pontos percentuais.

MOXICO

O Índice de Preços no Consumidor da província do Moxico registou uma variação de 3,10%, durante o período de Abril a Maio o de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,34%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,32%, “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 2,62% e “Saúde” com 2,33%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,41 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,16 pontos percentuais, “Bens e Serviços Diversos” e “Vestuário e Calçado” com 0,13 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,13 pontos percentuais.

CUANDO CUBANGO

O Índice de Preços no Consumidor da província do Cuando Cubango registou uma variação de 3,40%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,16%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 2,73%, “Bens e Serviços Diversos” com 2,38% e “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 1,58%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 3,06 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Bebidas Alcoólicas e Tabaco”, “Bens e Serviços Diversos” e “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,06 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,06 pontos percentuais.

NAMIBE

O Índice de Preços no Consumidor da província do Namibe registou uma variação de 2,95%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,68%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 2,97%, “Transportes” com 2,53% e “Bens e Serviços Diversos” com 2,19%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,17 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,18 pontos percentuais, “Transportes” com 0,16 pontos percentuais e “Vestuário e Calçado” com 0,12 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,12 pontos percentuais.

HUÍLA

O Índice de Preços no Consumidor da província da Huíla registou uma variação de 2,99%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,65%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,58%, “Saúde” com 2,89% e “Bens e Serviços Diversos” com 2,36%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,24 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes “Saúde” com 0,18 pontos percentuais, “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,17 pontos percentuais e “Transportes” com 0,09 pontos percentuais . As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,09 pontos percentuais.

CUNENE

O Índice de Preços no Consumidor da província de Cunene registou uma variação de 2,83%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 3,73%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Saúde” com 3,02%, “Bens e Serviços Diversos” com 2,92%, e “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 2,76%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 1,85 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das  classes: “Transportes” com 0,38 pontos percentuais, “Bens e Serviços Diversos” com 0,15 pontos percentuais, “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção”, “Vestuário e Calçado” e “Habitação, Água, Electricidade e Combustíveis” com 0,09 pontos percentuais cada. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,09 pontos percentuais.

LUNDA SUL

O Índice de Preços no Consumidor da província da Lunda Sul registou uma variação de 3,69%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,76%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 3,34%, “Bebidas Alcoólicas e Tabaco” com 3,14% e “Vestuário e Calçado” com 2,94%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,66 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida da classe: “Transportes” com 0,33 pontos percentuais, “Vestuário e Calçado” com 0,22 pontos percentuais e “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,15 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,15 pontos percentuais.

BENGO

O Índice de Preços no Consumidor da província do Bengo registou uma variação de 3,03%, durante o período de Abril a Maio de 2016.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços com 4,21%. Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes “Hotéis, Cafés e Restaurantes” com 3,82%, “Saúde” com 2,36% e “Bens e Serviços Diversos” com 2,31%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, com 2,24 pontos percentuais durante o mês de Maio, seguida das classes: “Transportes” com 0,20 pontos percentuais, “Vestuário e Calçado” com 0,14 pontos percentuais e “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” com 0,12 pontos percentuais. As restantes classes tiveram taxas inferiores a 0,12 pontos percentuais.

INE Angola

Junho de 2016

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade