Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Desporto

Atleta da Etiópia ganha 10 000 metros e bate recorde do mundo de 1993

| Editoria Desporto | 12/08/2016

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Almaz Ayana, atleta da Etiópia, sagrou-se esta sexta-feira campeã olímpica dos 10.000 metros, tendo batido o recorde mundial por 14 segundos.


DR

Ayana completou a prova em 29m17,45s, quebrando um recorde que durava desde 1993.

Atrás da etíope, em segundo e terceiro lugar, ficaram Jepkemo, Cheruiyot (Quénia) e Tirunesh Dibaba (Etiópia), com os tempos de 29m32,53s e 29m42,56s, respetivamente.

Redação com agência

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade