Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Abril de 2019

ANGOLA

A MOCHILA PESADA DA DÍVIDA PÚBLICA NO FUTURO DE ANGOLA

ARGÉLIA

Argelia: A revolução, passo a passo

MOÇAMBIQUE

Ciclone Idai devasta centro de Moçambique

ÁFRICA DO SUL

A Nação Arco-Íris está doente!

SUDÃO

ASCENSÃO E QUEDA DO DITADOR OMAR AL-BECHIR

ANGOLA

Os paradoxos da dívida e o papel da China

ÁFRICA

A soberania monetária e o CFA

MUNDO

Cuidado com os abutres !

Rádio

Publicidade

Ciência

China lança o primeiro satélite de telecomunicação quântica do mundo

| Editoria Ciência | 17/08/2016

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O primeiro satélite de telecomunicação quântica do mundo foi lançado na  China, no deserto de Gobi (noroeste do país), avançou a imprensa oficial.

A principal missão do satélite é tentar transmitir à Terra e receber a partir desta fotões quânticos, que em teoria não podem ser separados ou duplicados
DR

Designado de QUESS (sigla em inglês para Experiências com Quânticos à Escala Espacial) e com um peso de 600 quilos e o tamanho de um automóvel, o satélite foi lançado com foguetes propulsores Longa Marcha 2D.

O satélite, com o qual a China quer investigar a teleportação e formas de comunicação a distâncias impossíveis de intercetar, vai girar numa órbita sincronizada com o sol.

A principal missão do satélite é tentar transmitir à Terra e receber a partir desta fotões quânticos, que em teoria não podem ser separados ou duplicados, o que pode ser a base para uma comunicação blindada a "hackers".

A partir daquele satélite, tentar-se-á estabelecer comunicações seguras deste tipo entre Pequim e a região de Xinjiang, no noroeste do país.

A China planeia construir, a curto prazo, uma rede de comunicação quântica de 2.000 quilómetros, entre Pequim e Xangai, as duas principais metrópoles do país, para ser usada por agências governamentais e bancos.

Redação com agência

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade