Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Novembro de 2017

MIANMAR

Rohingyas, vítimas da História e dos jogos de influência na Ásia

CHINA

A China e o futuro

ANGOLA

Novo Presidente, vida nova?

BRASIL

O país enfrenta 12 meses turbulentos

Rádio

Publicidade

+ Angola

“A integração económica por si só não resolve nada”, diz governante angolano

| Editoria + Angola | 17/12/2016

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O secretário de Estado angolano do Planeamento e Desenvolvimento Terriorial, Pedro Luís da Fonseca, afirmou quinta-feira, 15, em Luanda que a prioridade dos países da África Austral deve ser “a transformação das características [das estruturas económicas] nacionais e o aproveitamento máximo das vantagens do comércio internacional”.


Quanto à tão referida integração económica regional, ele entende que a mesma só se efetivará quando os níveis de desenvolvimento dos países forem elevados e as estruturas económicas o mais homogéneas possível.

“A aparente perda de poder político e de capacidade de intervenção da política económica a nível nacional tem contrapartidas efetivas em termos de reforço da coesão e unidade face à ameaças externas?”, questionou Pedro Luís.

O governante angolano falava na sessão de encerramento do projeto de assistência técnica ao secretariado executivo da Conferência de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade