Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Fevereiro de 2017

ANGOLA

O ano da(s) mudança(s)

ANGOLA

Melhorar a qualidade da despesa no quadro do OGE 2017

GÂMBIA

CEDEAO segura democracia

ESTADOS UNIDOS

Os primeiros 10 dias de Trump

Rádio

Publicidade

Economia

“A integração económica por si só não resolve nada”, diz governante angolano

| Editoria Economia | 17/12/2016

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O secretário de Estado angolano do Planeamento e Desenvolvimento Terriorial, Pedro Luís da Fonseca, afirmou quinta-feira, 15, em Luanda que a prioridade dos países da África Austral deve ser “a transformação das características [das estruturas económicas] nacionais e o aproveitamento máximo das vantagens do comércio internacional”.


Quanto à tão referida integração económica regional, ele entende que a mesma só se efetivará quando os níveis de desenvolvimento dos países forem elevados e as estruturas económicas o mais homogéneas possível.

“A aparente perda de poder político e de capacidade de intervenção da política económica a nível nacional tem contrapartidas efetivas em termos de reforço da coesão e unidade face à ameaças externas?”, questionou Pedro Luís.

O governante angolano falava na sessão de encerramento do projeto de assistência técnica ao secretariado executivo da Conferência de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade