Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2017

ÁFRICA

Oposições e renovação política em África

ANGOLA

Para bom entendedor

GUINÉ-BISSAU

Acode, ninguém acode!

BURKINA FASO

Bodas de prata do FESPACO

Rádio

Publicidade

Cultura

Cresce número de estudantes africanos de espanhol

| Editoria Cultura | 17/12/2016

-A / +A

Imprimir

-A / +A

De 2006 a 2014, o número de estudantes de espanhol no continente africano triplicou, passando de 413.537 para 1.472.739 alunos. Em 1991, esse número era apenas de 272.360.


Os seis países com maior número de estudantes da língua espanhola são o Benim, com 412.515, a Costa do Marfim, com 341.073, o Senegal, com 205.000, os Camarões, com 193.018, o Gabão, com 167.410, e a Guiné Equatorial, com 128.895 alunos.

Com mais de mil alunos, destacam-se igualmente o Madagáscar (7.676), Togo (3.200), Quénia (2.686), África do Sul (1.800), Mauritânia (1.548), RDC (1.522) e Níger (1.305).

No fim da lista, situam-se o Gana, com 781 alunos, Etiópia, 600, Ruanda, 551, Maurícias, 528, Tanzânia, 461, Gâmbia, 419, Burkina Faso, 365, Burundi, 297, Moçambique, 280, Nigéria, 275, Cabo Verde, 250, Uganda, 150, Namíbia, 115, e Angola, 19.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade