Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Março de 2017

MARROCOS

A nova potência africana?

ANGOLA

Pré-campanha já começou

ÁFRICA

A agricultura africana clama por uma justiça climática

MOÇAMBIQUE

Descentralização e questões militares ditam o futuro

Rádio

Publicidade

+ Angola

Epidemia de febre amarela chega ao fim em Angola e na RDC

| Editoria + Angola | 15/02/2017

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A recente epidemia de febre amarela que afetou Angola e a República Democrática do Congo desde o fim de 2015 chegou ao fim, garante a Organização Mundial da Saúde, em comunicado divulgado esta quarta-feira, em Genebra.


Um pouco menos de mil casos, no total, foram registados nos dois países até meados de 2016, tendo mais de 400 pessoas falecido devido à doença.

Como há mais de seis meses que não é verificado nenhum caso quer em Angola quer na RDC, a OMS considera ter chegado ao fim aquela que foi a mais grave crise de febre amarela em África nos últimos anos.

Para tal, os dois países realizaram um gigantesco esforço de vacinação. Segundo dados das autoridades sanitárias angolanas e congolesas, a vacinação contra a febre amarela atingiu 30 milhões de pessoas, das quais 11 milhões das respetivas capitais (quatro milhões em Luanda e sete milhões em Kinshasa).

O esforço de vacinação foi de tal ordem que os stocks de vacina esgotaram-se em diversos momentos ao longo da campanha.

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade