Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Abril de 2017

ÁFRICA

Oposições e renovação política em África

ANGOLA

Para bom entendedor

GUINÉ-BISSAU

Acode, ninguém acode!

BURKINA FASO

Bodas de prata do FESPACO

Rádio

Publicidade

+ Angola

Igreja Católica elogia “transição pacífica” em Angola

| Editoria + Angola | 22/03/2017

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Os bispos da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) elogiaram a forma pacífica como o presidente José Eduardo dos Santos está a conduzir o processo de transição presidencial, iniciada com a indicação de João Lourenço como candidato do MPLA, no poder, às eleições de Agosto deste ano.


A posição foi transmitida na terça-feira, 21, ao Chefe de Estado angolano por uma delegação da CEAST chefiada pelo seu presidente, D. Filomeno Vieira Dias. “Auguramos uma transição pacífica e que todos possamos engajar-nos no trabalho em prol do desenvolvimento do nosso país”, disse à imprensa o vice-presidente e porta-voz da CEAST, D. Manuel Imbamba.

Este ultimo acrescentou que as relações entre a Igreja e o Estado são “positivas”, destacando o “diálogo permanente” que existe entre as duas partes. “Servimos a mesma pessoa e queremos juntos encontrar os caminhos que nos ajudem a incentivar mais a justiça, a dignidade da pessoa humana e todos aqueles serviços sociais indispensáveis para que a pessoa se sinta servida nos seus interesses”, sublinhou.

A CEAST está a realizar desde terça-feira, 21, mais uma Assembleia, desta feita na cidade de Benguela. D. Imbamba antecipou que a mesma irá “incentivar a estabilidade, paz e justiça nas eleições, bem como à participação condigna de todos os cidadãos”.

O porta-voz da CEAST pediu ainda empenho e envolvimento dos partidos políticos e de todos os cidadãos para que as eleições decorram num ambiente de paz, serenidade, transparência e justiça e que o resultado seja assumido como “um bem para todos”. Aparentemente, o apelo é uma alusão à posição da UNITA e de outros partidos da oposição, que insistem no discurso da “fraude antecipada”.

Igualmente na terça-feira, uma delegação da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), encabeçada pelo arcebispo de Luanda, administrador apostólico de Cabinda e presidente da CEAST, D. Filomeno do Nascimento Vieira Dias, visitou o ministério da Administração do Território, em Luanda, a fim de se inteirar do funcionamento deste departamento ministerial, assim como do andamento do processo de registo eleitoral, que termina dia 31 deste mês.

Segundo uma nota divulgada no site do ministério, D. Filomeno Vieira Dias, que estava acompanhado por mais oito bispos e arcebispos, instou o MAT a continuar a trabalhar e a comunicar com os diferentes sectores da sociedade para garantir a confiança da população e o sucesso, do processo eleitoral.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade