Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Junho de 2017

ÁFRICA

Oposições e renovação política em África

ANGOLA

Para bom entendedor

GUINÉ-BISSAU

Acode, ninguém acode!

BURKINA FASO

Bodas de prata do FESPACO

Rádio

Publicidade

Fábrica de cosméticos começa a produzir em Luanda

| Editoria | 26/03/2017

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Uma fábrica de cosméticos, com capacidade para 8.840 toneladas de produtos, incluindo cremes corporais, bálsamo mentolado, pó de talco e gel de banho, começou a produzir este mês em Luanda.


Trata-se da Active-Beauty Cosmetics (ABC), localizada no município de Viana, a pouco mais de dez quilómetros da capital, e que era revendedora das marcas “Bebé e Mamã” (creme), “Rox” (pó de talco) e “Bonita” (gel de banho e loção corporal), produzidas na Índia. A empresa resolveu passer a fabricar esses produtos localmente, tendo investido para dez milhões de dólares e gerando com isso 200 postos de trabalho directos e 25 indirectos, ocupados em grande medida por jovens.

A ministra da Indústria, Bernarda Martins, enalteceu a iniciativa:-“ Nestes tempos menos bons para a economia angolana, este investimento constitui uma decisão estratégica e sábia, que coloca o grupo ABC na linha da frente para os melhores tempos que aparecerão”, disse ela.

O porta-voz da empresa, Damião Baptista, disse que, além de cremes corporais, bálsamo mentolado, pó de talco e gel de banho, a ABC tem em perspetiva fabricar outros produtos. Para ele, a aposta da empresa no mercado interno está ganha, pois as marcas dos produtos agora fabricados em Angola já são conhecidas pelos consumidores angolanos.

Assim, a empresa tenciona também passar a exportar esses os seus produtos, a começar pelos países vizinhos de Angola, como a República Democrática do Congo (RDC). A aposta na exportação é, para a empresa, uma estratégia para contornar a escassez de divisas no mercado interno. Parte substancial das matéria-primas utilizadas no fabrico de cosméticos é importada, o que faz com que a fábrica dependa de possuir divisas para o efeito.

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade