Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Dezembro de 2017

MIANMAR

Rohingyas, vítimas da História e dos jogos de influência na Ásia

CHINA

A China e o futuro

ANGOLA

Novo Presidente, vida nova?

BRASIL

O país enfrenta 12 meses turbulentos

Rádio

Publicidade

+ Angola

Lexus: Obriga Oposição a marcar encontro com o Líder da Assembleia

| Editoria + Angola | 31/01/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A oposição parlamentar está desgastada com o facto de não ter sido tida em conta relativamente ao tipo de viaturas que devia ser adquirida para os deputados, mas ainda assim diz que vai usar os carros de marca Lexus, comprados pela Assembleia ­, para depois avaliar se os mesmos servem para o trabalho de deputação. Em declarações ao Jornal de Angola, o presidente do grupo parlamentar da UNITA, Adalberto Costa Júnior, disse que o seu partido deu o seu parecer para a compra dos carros para os deputados, mas que não foi tido em conta. “Não fomos auscultados relativamente às opções que a Assembleia Nacional fez. Esses Lexus (marca das viaturas adquiridas) que a Assembleia Nacional comprou não são uma opção que os deputados tiveram. Esses Lexus  não servem para andar pelo país no cumprimento do mandato”, disse.

O  deputado da UNITA Adalberto Costa Júnior, afirmou que os  deputados do seu partido propuseram a compra de viaturas todo o terreno (vulgo 4x4), não necessariamente luxuosas, mas que sirvam para andar pelo país. Adalberto Costa Júnior confirmou que alguns deputados do seu grupo parlamentar já receberam as viaturas, mas, numa primeira avaliação,   chegaram à conclusão de que as mesmas não servem para visitas aos municípios. Adalberto Costa Júnior adiantou que os deputados do seu grupo parlamentar vão usar as viaturas durante algum tempo, para ver se as mesmas servem para o trabalho de deputação. Caso não sirvam, sublinhou, as viaturas serão devolvidas à Assembleia Nacional que é, de resto, a proprietária das mesmas. “Se olhar para as matrículas de alguns carros que já foram distribuídos estão escritas Assembleia Nacional. Portanto, os carros são propriedade da Assembleia Nacional e nem sequer foram opção do deputado”, disse.

 

Quanto às criticas dos cidadãos relativamente à compra dos carros atribuídos aos deputados, Adalberto Costa Júnior entende que o cidadão deve saber qual é o papel do parlamentar, como é que ele deve desempenhar a sua função e qual a importância desta função. “Não vou criticar um deputado que está a experimentar o mandato e que tenha recebido o carro. Vamos experimentar o carro e se não servir para o trabalho vamos devolver à Assembleia para perceberem que o carro não serve”, declarou.
A CASA-CE também diz não ter nada a ver com a compra dos Lexus. O presidente do grupo parlamentar da CASA-CE , André Mendes de Carvalho, diz que a coligação sempre aconselhou o presidente da Assembleia Nacional a comprar viaturas todo o terreno, porque os tu-rismos não vão ser de gran-de utilidade. 
André Mendes de Carvalho ainda tem esperanças num encontro com a presidência do Parlamento para saber qual foi o custo das viaturas, já que a decisão da compra das mesmas, disse, foi “uma decisão unilateral do presidente da Assembleia Nacional\" e que \"contraria o que a plenária lhe havia recomendado”.
“Quem resolveu comprar os Lexus é o presidente da Assembleia Nacional, sozinho, contra a opinião que nós sugerimos em plenária, incluindo com os próprios deputados do MPLA”, afirmou o deputado.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade