Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Fevereiro de 2019

ÁFRICA

ELEIÇÕES E DEMOCRACIA EM ÁFRICA A CONTROVÉRSIA SOBRE UM MODELO QUE SE IMPÕE

ÁFRICA

Calendário das Eleições em África 2019

ÁFRICA

O REFINAMENTO DOS REGIMES AUTORITÁRIOS NÃO É SÓ COISA DE AFRICANOS

CONGO RD

AS ELEIÇÕES NA RD CONGO AS PRECIOSAS LIÇÕES QUE A RD CONGO APRENDEU COM A CÔTE D’IVOIRE

ÁFRICA

A África é segunda no ranking mundial da desflorestação

EGITO

África quer tornar comércio intra-africano uma marca

ÁFRICA

«Guerra contra o terrorismo islâmico em Africa»: Anatomia de um fracasso

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

Rádio

Publicidade

Política

Tanzânia deixa Pacto Global

| Editoria Política | 12/02/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

John Magufuli, Presidente da Tanzânia informou ao Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) a retirada do seu país do Pacto Global para os Refugiados. 

E suspendeu também, a concessão da cidadania a alguns refugiados do Burundi e que desencorajará novos pedidos de asilo.

 

De acordo com o jornal estatal da Tanzânia “Daily News”, Magufuli culpa a comunidade internacional por não ter desbloqueado os fundos prometidos para ajudar a Tanzânia a assegurar a integração de refugiados.


O Pacto Global para os Refugiados, visa a integração dos refugiados nas comunidades de acolhimento.

A ideia é que, quando os refugiados têm acesso à educação e ao direito de trabalhar legalmente, podem desenvolver as suas competências.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade