Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Política

Jacob Zuma deixa o poder

| Editoria Política | 15/02/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O parlamento sul-africano deve eleger hoje, quinta-feira 15/02/18 CyrilRamaphosa, para a presidência da República; horas depois de Jacob Zuma, finalmente, ter apresentado a sua demissão do cargo, depois que o ANC exigiu a sua renúncia, ameaçando-o com uma moção de censura.

"Decidi demitir-me do cargo de presidente da República com efeitos imediatos, embora discorde da decisão da direcção (do ANC)", afirmou à televisão Jacob Zuma em Pretória na noite de quarta para quinta-feira.

A votação começou as 12h, TMG.O ANC, partido no poder, dispõe da maioria absoluta no parlamento. Cyril Ramaphosa, de 65 anos, é o seu candidato à chefia do executivo.  O experiente empresário prometeu relançar a economia, em pleno marasmo, e acabar com a corrupção que grassa no seu partido e na cúpula do Estado.

Ramaphosa chegou à liderança do ANC em Dezembro passado. Desde então ele vinha tentando obter, a saída de Zuma da presidência. Jacób Zuma presidiu a África do Sul ao longo de nove anos e está implicado em múltiplos escândalos de corrupção.O seu mandato terminava só em 2019 mas à poucas horas do debate no parlamento do que seria uma moção de censura inédita do seu próprio partido,Zuma aceitou, finalmente, renunciar à presidência sul-africana.

 

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade