Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Empresas

Power África 2018

| Editoria Empresas | 28/02/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Washington  realiza de 28 de Fevereiro à 03 de Março, uma reunião de parceiros da Power África 2018, onde Angola participa, através do Ministério da Energia e Águas.

Realizada desde 2013, ano em que contou com a participação de 18 países, o fórum tem por objectivo apoiar os países da África subsariana na criação e desenvolvimento de energias renováveis, aumentando o seu desenvolvimento neste ramo entre o sector público e privado.

Power África, resulta de uma iniciativa do ex-presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama. É integrada actualmente por mais de 140 países, como Noruega, França e Japão, entidades como Banco Africano de Desenvolvimento, Banco Mundial e a União Europeia e mais de 130 empresas privadas, em representação de promotores e fornecedores de equipamentos, entre outras.

A Power África tem como metas até 2030, contribuir no aumento da potência instalada na região e a criação de novas conexões à energia eléctrica, com o foco nas energias limpas, renováveis e gás natural.

Em Fevereiro de 2016, a Power África,aprovou a lei para a electrificação da África em 2015 ( Electrify Africa Act of 2015).

Desde a sua criação em 2013, a Power África tem apoiado a realização de 84 projectos, liderados pelo sector privado e representa uma potência instalada total de 7.350 MW distribuídos em 118 países.

No mesmo período, 11 milhões de lares e empresas tiveram acesso à electricidade em países como Costa de Marfim, Libéria, Senegal, Guiné, Namíbia, Ghana, Benim, Nigéria, Botswana, Rwanda, Uganda, Quênia, Tanzânia, Africa do Sul, Moçambique, Malawi, Zâmbia e Maurícia e Angola, que desde 2016 participa na reunião de parceiros da Power África.

Angola, que participa pela terceira vez nesse fórum, vai ser representada pelo secretário de Estado de Energia, António Belsa da Costa.

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade