Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Março de 2019

MÉDIO ORIENTE

Nas areias movediças do Médio Oriente

ÁFRICA

Drogas em África As novas rotas do tráfico de heroína

ÁFRICA

A África a mercê de um Triângulo Voraz

ÁFRICA

África Oriental O regresso ao grande investimento nos Caminho-de-ferro

MUNDO

RefugiadosAs cifras da vergonha!

ÁFRICA

Estaca da África em Brexit

MUNDO

Racistas ou nem por isso?

EGITO

O futuro do Egipto passa pela energia solar

Rádio

Publicidade

Política

Lesotho na agenda da SADC

| Editoria Política | 01/03/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O presidente João Lourenço concedeu ontem, em Luanda, a secretária executiva da SADC Stergomena Tax, uma audiência, onde analisaram a evolução política de Lesotho, os passos para implementação das reformas político-constitucionais e a promoção de um diálogo interno sustentável.

Como representante maior do órgão de Cooperação Política, Defesa e Segurança da SADC, João Lourenço colheu também informações sobre os progressos alcançados no plano da formação das forças de segurança e as reformas em curso na vida socio-política do pequeno reino.

Segundo a Stergomena Lawrence Tax, afirmou que o Presidente João Lourenço se responsabilizou em actuar para que o diálogo nacional em curso e a reforma em vista possam decorrer num ritmo mais acelerado. “O processo de reforma não está a ser fácil, tal como o processo de diálogo nacional, que envolve vários actores com sensibilidades e perspectivas diferentes. Além de que é fundamental que haja consensos para que o diálogo tenha lugar e seja frutífero”,  disse.

O roteiro prevê reformas políticas, constitucionais, judiciais, parlamentares, de segurança e outras, recomendadas pela SADC para a estabilização do país, confrontado há alguns meses com uma crise política.

A SADC procedeu ao desdobramento, a 2 de Dezembro do ano passado, de um contingente militar no âmbito da Missão de Contingência para o Lesotho, a pedido das autoridades deste país.

Composta por 217 militares, dos quais 162 de Angola, a missão está a apoiar o Lesotho a ultrapassar a crise política que enfrenta. O contingente deve regressar ao país tão logo a missão complete os seis meses previstos.

A situação na República Democrática do Congo voltou a merecer a atenção do Presidente da República. A secretária executiva da SADC prestou informação sobre os progressos registados naquele país, cujas eleições gerais estão marcadas para 23 de Dezembro deste ano.

 

 

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade