Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2018

ÁFRICA

A revolução dos arquitetos africanos

EGITO

CAIRO, A CIDADE QUE MAIS CRESCE NO MUNDO

ÁFRICA

EXPLOSÃO URBANA EM ÁFRICA: SEUS DESAFIOS E OPORTUNIDADES

MUNDO

Agricultura: Os desafios do século XXI

MIANMAR

Rohingyas, vítimas da História e dos jogos de influência na Ásia

CHINA

A China e o futuro

ANGOLA

Novo Presidente, vida nova?

BRASIL

O país enfrenta 12 meses turbulentos

Rádio

Publicidade

Sociedade

390 Professores com salários suspensos

| Editoria Sociedade | 09/03/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O ministério da Educação de Cavo Verde, fez um levantamento dos professores no país e chegou à conclusão que um total de 7.700 professores básicos e secundário, 1.700 não estão inscritos e não conhece o paradeiro de 390 docentes.

Assim, a ministra da educação, Maritza Rosabal, mandou suspender o salário dos professores com paradeiro desconhecido.

Reagindo a decisão do Ministério da Educação, o  presidente da Federação Cabo-verdiana dos professores, em declarações a uma rádio privada, considerou ser um caso de polícia o facto de existir cerca de 400 docentes do ensino básico e secundário em parte incerta e que recebem salário.

O mínimo que se pode dizer é que em Cabo Verde, está-se a passar coisas do Arco da Velha, se tivermos em conta que, recentemente, houve desaparecimentos de crianças e agora são professores que recebem ordenados, mas estão em parte incerta.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade