Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Dezembro de 2018

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

ARGENTINA

Marcha-atrás na Argentina

ANGOLA

O BALANÇO DO PASSADO PARA CONSTRUIR UM NOVO FUTURO

MOÇAMBIQUE

Os cinco dias que abalaram Moçambique

REINO UNIDO

BREXIT E O JOGO DO “EU SAIO MAS QUERO FICAR”

ÁFRICA

A doença do poder e os doentes no poder em Africa

ESTADOS UNIDOS

Guerras comerciais e desordem mundial

MUNDO

Memória Deixaram-nos em 2018

Rádio

Publicidade

Economia

BPC Investe mais de 300 Milhões para o Sector Produtivo

| Editoria Economia | 22/03/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Banco Africano de Desenvolvimento (BDA) concede 332 milhões para o Banco de Poupança e Crédito (BPC) financiar o sector produtivo a nível do país.

A informação foi  avançada pelo administrador para área comercial do Banco de Poupança e Crédito (BPC), Óscar Rodrigues, durante um encontro entre a administração do banco com a classe empresarial e clientes particulares da Lunda-Sul, e Saurimo. Explicou que a linha de financiamento terá uma periodicidade de dois a oito anos e será feita de forma faseada, sendo a primeira, de USD 120 milhões de dólares, a segunda com 80 milhões, terceira 60 milhões e quarta com 65 milhões.

Do valor global do financiamento, 70 por cento destina-se a pequenas, médias e grandes empresas, 10 para mulheres empreendedoras, 20 para outras áreas e projectos de micro-empresas.

Quanto à modalidade de financiamentos aos clientes, segundo o responsável, o BPC vai financiar apenas 80 por cento do projecto, e os 20 serão destinados à empresa que vai recorrer ao crédito, com um período de carência de capital de dois anos. Explicou que para obtenção do crédito, como garantias, as empresas devem hipotecar algum bem.

Para o sector agrícola, as empresas devem possuir um seguro deste ramo, bem como o estudo de impacto ambiental e outros requisitos. Segundo o administrador, o crédito é especificamente destinado aos sectores agrícola, de pescas, indústria, água e saneamento básico, um financiamento cujo reembolso é de médio e longo prazos. O encontro visou apresentar o plano de reestruturação em curso e os produtos e serviços de que a instituição dispõe.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade