Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Dezembro de 2018

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

ARGENTINA

Marcha-atrás na Argentina

ANGOLA

O BALANÇO DO PASSADO PARA CONSTRUIR UM NOVO FUTURO

MOÇAMBIQUE

Os cinco dias que abalaram Moçambique

REINO UNIDO

BREXIT E O JOGO DO “EU SAIO MAS QUERO FICAR”

ÁFRICA

A doença do poder e os doentes no poder em Africa

ESTADOS UNIDOS

Guerras comerciais e desordem mundial

MUNDO

Memória Deixaram-nos em 2018

Rádio

Publicidade

Empresas

Sonangol aposta em dois Navios Sonda

| Editoria Empresas | 07/05/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A margem da Conferência de Tecnologias Offshore (OTC na sigla inglesa), realizado no dia 3 de Maio, em Houston, Texas, Estados Unidos da América, a delegação da Sonangol E.P. - Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola-Empresa Pública, teve um encontro decisivo com a comitiva da empresa coreana Daewoo.

Durante a reunião as duas empresas, estabeleceram um acordo, para que a Sonangol obtenha os dois Navios Sonda construídos na correia do Sul.

O Presidente do Conselho de Administração da Sonangol, Carlos Saturnino, afirmou que os mecanismos a accionar pela petrolífera nacional visando o abate da dívida com a empresa sul coreana, por formas a que os navios sonda comecem a funcionamento em 2019.

Os dois navios, construídos sob encomenda da Sonangol, deverão ser peças chave na estratégia da petrolífera, que prevê, para 2019, o recrudescimento dos projectos de desenvolvimento petrolífero.

Ainda no mesmo dia, o PCA, Carlos Saturnino e a delegação que o acompanhou em Houston, receberam a Direcção da Cobalt com quem a Sonangol tratou da consolidação do compromisso firmado no sentido da transferência dos direitos participativos nos Blocos 20 e 21 para a Sonangol.

No âmbito do mesmo processo, a Cobalt deverá igualmente iniciar o processo de passagem de dados geográficos e geofísicos à petrolífera estatal angolana. A delegação da Sonangol que tem tido preenchidas agendas com reuniões solicitadas por diversos actores do sector petrolífero, reuniu-se também com a Direcção da Halliburton para actualização de pontos de interesse comum. Já da Companhia ENSCO, a Sonangol recebeu a manifestação de interesse em concorrer para os serviços dos dois navios sonda já referidos.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade