Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Julho de 2018

MUNDO

Agricultura: Os desafios do século XXI

MIANMAR

Rohingyas, vítimas da História e dos jogos de influência na Ásia

CHINA

A China e o futuro

ANGOLA

Novo Presidente, vida nova?

BRASIL

O país enfrenta 12 meses turbulentos

Rádio

Publicidade

Economia

Processo de Certificação dos Aeroportos de Luanda e Catumbela

| Editoria Economia | 03/08/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O processo de certificação internacional do aeroporto de Luana deverá terminar em 31 de Agosto deste ano, afirmou no Lobito o director-geral do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAVIC), durante um encontro com a imprensa no Lobito.

Rui Carreira informou na mesma ocasião que processo análogo seria lançado aeroporto da Catumbela, logo que terminem os trâmites de certificação do Aeroporto 4 de Fevereiro de Luanda, visando transformar a Catumbela, como pista de alternativa a Luanda em caso de emergência evitando a utilização de Ndjili, em Kinshasa, como ainda recentemente ocorreu.

A Empresa Nacional de Navegação Aérea (ENANA) já começou a execução de trabalhos requeridos que visam garantir a segurança aérea, nomeadamente a consolidação e reforço de vedações existentes, identificação dos edifícios nos arredores para eliminação de objectos próximos para instalação da rede periférica, em cooperação com as autoridades municipais visando a inviolabilidade da zona aeroportuária.

O processo de certificação de um aeroporto para a classe internacional deve obedecer a requisitos que vão desde a solicitação formal de projectos do aeroporto, da inspecção de operações de voos, equipamento electrónico de comunicação com aeronaves, serviços de resgate e combate a incêndios, infra -estruturas conforme normas internacionais, para além de demonstração de capacidade financeira e estudos ambientais.

O aeroporto da Catumbela na sua afirmação de alternativa de Luanda, prevê uma movimentação anual na ordem de 2,2 milhões de passageiros, e possui 16 balcões para check-in e 18 para serviços imigração, bem como salas protocolares, espaço de restaurantes e bares, para além de equipamento de controlo de metais e gabinetes de serviços das companhias aéreas.

 

 

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade