Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Dezembro de 2018

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

ARGENTINA

Marcha-atrás na Argentina

ANGOLA

O BALANÇO DO PASSADO PARA CONSTRUIR UM NOVO FUTURO

MOÇAMBIQUE

Os cinco dias que abalaram Moçambique

REINO UNIDO

BREXIT E O JOGO DO “EU SAIO MAS QUERO FICAR”

ÁFRICA

A doença do poder e os doentes no poder em Africa

ESTADOS UNIDOS

Guerras comerciais e desordem mundial

MUNDO

Memória Deixaram-nos em 2018

Rádio

Publicidade

Sociedade

CAIRO, A CIDADE QUE MAIS CRESCE NO MUNDO

| Editoria Sociedade | 10/09/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Por João Seles

O Cairo é uma cidade tentacular que já tragou as pirâmides de Gizé, situadas nos seus arredores urbanos. Mas a sombra das pirâmides não impede a capital de continuar a crescer a uma velocidade desmesurada.

Segundo último relatório do Euromonitor Internacional, o Cairo é a cidade com mais forte aumento de população no mundo em 2017.

O Cairo que possuía uma população estimada em 22,9 milhões de habitantes em 2016, deveria ganhar mais 500.000 no ano seguinte em 2017. Um crescimento ultra-rápido que ultrapassa Shangai na China, que registou no mesmo período um aumento inferior na ordem dos 400.000 habitantes. O êxodo rural no Egipto tem sido uma constante nas duas últimas década, e tudo indica que não vai diminuir.

“ Com cerca de 100 milhões de citadinos suplementares entre 2000 e 2025, dos quais 36 milhões no Egipto, 10 milhões na Argélia e Marrocos, as cidades ribeirinhas do Mediterrâneo que se estendem ao Médio Oriente, serão o palco de grandes mudanças sociais e ambientais nos próximos anos”, declarou universitária, Laria da Silva, sobre o futuro próximo desta região no contexto urbano de grandes cidades.

Para evitar que a população rural se amontoe em milhares de casebres ao redor do Cairo, o governo egípcio do general Al-Sissi, prossegue de forma mais ampliada o plano de 1979, que envolve a criação de novas cidades periurbanas para descongestionar a capital.

(Leia o artigo na integra na edição nº 131 da Revista África 21, mês de Agosto)

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade