Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Dezembro de 2018

CONGO RD

RDC sofre com o surto de ébola

ESTADOS UNIDOS

El Niño estará de volta em 2019

ANGOLA

Angola defende que UA ‘precisa de estar à altura dos anseios da população’

CONGO RD

Ébola na RDC à beira de um avanço no tratamento

ANGOLA

PNUD financia projectos de resiliência à seca em Angola

ÁFRICA DO SUL

Pravin Gordhan apresenta queixa contra Julius Malema

ESTADOS UNIDOS

ESTADOS UNIDOS DEMOCRATAS RECUPERAM CÂMARA DOS REPRESENTANTES

COMORES

FRACASSO DA REBELIÃO NA ILHA DE ANJOUAN

Rádio

Publicidade

Especial Brasil Eleições

Especial Brasil: Um candidato de extrema-direita pode vencer as eleições presidenciais

| Editoria Especial Brasil Eleições | 03/10/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Por Celso Marcondes

A cinco dias do primeiro turno das eleições, o Brasil vive uma situação de enorme tensão pois cresceram as possibilidades de um candidato com nítidas tendências fascistas passar em primeiro lugar para o segundo turno. Jair Bolsonaro, capitão reformado do Exército, está na frente em todas as pesquisas de opinião desde dia 12 de setembro quando o Judiciário impediu a candidatura do ex-presidente Lula. Ele tem como vice-presidente o general da reserva Hamilton Mourão.

Durante a campanha eles preconizam a volta de um regime militar, similar ao que dominou o país de 1964 a 1985. Pretendem formar um ministério com ampla presença de militares e defenderam abertamente o uso da tortura nos presídios durante os anos da ditadura. Atemorizados pela onda de violência urbana que atingiu o país em meio à uma aguda crise econômica, cerca de 30% dos brasileiros têm apoiado uma solução de força nas pesquisas. Seu principal opositor é o professor Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores. Ele está em segundo lugar com cerca de 20% das intenções de voto. Haddad sustenta um programa de esquerda, com a defesa incondicional da democracia e dos programas sociais de combate à fome e à pobreza que notabilizaram Lula (2003-2011).

Os últimos dias de campanha no Brasil costumam ser eletrizantes, com muitas mobilizações nas ruas, jogadas eleitorais e denúncias diárias que produzem reviravoltas nos resultados. A possibilidade de vitória do candidato muito comparado a Donald Trump tem apavorado aos brasileiros acostumados com a vigência das liberdades democráticas. Também assusta aos governantes dos países com os quais o Brasil sempre manteve relações amistosas, sobretudo na África e na América Latina.

África 21 online vai acompanhar diariamente essa semana de campanha no Brasil, com Celso Marcondes que é conselheiro do Instituto Brasil-África e do Instituto Lula, do qual foi diretor e coordenador para a África de 2011 a 2016.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade