Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Novembro de 2018

ESTADOS UNIDOS

ESTADOS UNIDOS DEMOCRATAS RECUPERAM CÂMARA DOS REPRESENTANTES

COMORES

FRACASSO DA REBELIÃO NA ILHA DE ANJOUAN

CONGO RD

DESTAQUE RD CONGO

AFEGANISTÃO

O DILEMA AMERICANO DA RETIRADA SEM GLÓRIA

NOVA CALEDÓNIA

A colonização em questão na Nova Caledónia

ANGOLA

PANORAMA DOS RECURSOS HUMANOS EM ANGOLA

ANGOLA

EM NOME DO CANUDO, A FABRICA DOS DIPLOMAS

ARGENTINA

Será justiça o que fazem com Kirchner?

Rádio

Publicidade

Sociedade

Inaugurada em Maputo a maior ponte suspensa de África

| Editoria Sociedade | 13/11/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, inaugura no dia 10, a ponte Maputo-Katembe, a primeira ponte sobre a baía da capital moçambicana e a maior travessia suspensa de África.

A ponte foi financiada e construída pela China, um empreendimento “chave na mão” que arrancou há quatro anos com um valor base de 785 milhões de dólares que Moçambique começa a pagar a partir de 2019.

O investimento incluiu a construção de 200 quilómetros de estradas, tais como a via circular à capital e a ligação à Ponta do Ouro, junto à fronteira com a África do Sul (incluindo outras cinco pontes mais pequenas).

A ponte Maputo-Katembe tem um tabuleiro suspenso de 700 metros e duas rampas com pouco mais de um quilómetro cada, atravessando a baía a 60 metros de altura da água – suficiente para sob ela navegarem os cargueiros que passam pelo porto de Maputo.

A portagem da ponte Maputo-Katembe para a maioria dos veículos ligeiros (classe 1) vai custar 160 meticais (2,30 euros), valor significativo para o bolso da maioria dos moçambicanos, mas os furgões de transporte coletivo (chamados ‘chapas’), autocarros e tratores vão ter um desconto de 75% e pagar 40 meticais (cerca de 60 cêntimos de euro).

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade