Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Março de 2019

MÉDIO ORIENTE

Nas areias movediças do Médio Oriente

ÁFRICA

Drogas em África As novas rotas do tráfico de heroína

ÁFRICA

A África a mercê de um Triângulo Voraz

ÁFRICA

África Oriental O regresso ao grande investimento nos Caminho-de-ferro

MUNDO

RefugiadosAs cifras da vergonha!

ÁFRICA

Estaca da África em Brexit

MUNDO

Racistas ou nem por isso?

EGITO

O futuro do Egipto passa pela energia solar

Rádio

Publicidade

Destaque

DESTAQUE RD CONGO

| Editoria Destaque | 19/11/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

 

A RD Congo, antiga República do Zaire, ou também chamada Congo-Kinshasa, tornou-se independente em 1960, sob a direcção carismática de Patrice Lumumba, posteriormente assassinado em 1965, depois da rebelião secessionista de Moisés Tchombé, no Katanga.

É o segundo país mais vasto de África (após a divisão do Sudão) a seguir a Argélia, e possui um subsolo riquíssimo, um “autêntico escândalo geológico”, segundo a fórmula irónica de certos especialistas; o que não impede que seja um dos países mais pobres do mundo, com um PIB nominal, a seguir ao Burundi.

Após a ditadura personalista de Joseph Désiré Mobutu, que tomou o poder através de um golpe militar em 1965, com forte apoio dos Estados Unidos, a RD Congo segue um período de uma “africanização” e de uma certa acalmia até 1994, quando uma vasta frente rebelde encabeçada por Laurent Kabila toma o poder; assassinado em 2001, por um guarda-costas, sucede-lhe o seu filho Joseph Kabila, que se mantém no poder até aos dias de hoje.

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade