Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Maio de 2019

ÁFRICA

A TERRA É A FONTE DE VIDA E DA MORTE

MUNDO

A POSSSE DA TERRA, A RECOLONIZAÇÃO SILENCIOSA QUE NÃO DIZ O NOME

ÁFRICA

O DILEMA DAS TERRAS EM ÁFRICA NA VIRAGEM DO MILÉNIO

MUNDO

INTERNET - O FIM DA DECISÃO E DA LIVRE ESCOLHA?

SUDÃO

A Revolução Sudanesa: a terceira será de vez?

ESTADOS UNIDOS

DONALD TRUMP, O FIM DOS IDEAIS AMERICANOS

ANGOLA

Angola - Novas Políticas Migratórias?

ÁFRICA

Basílica de YamoussoukroO “presente pessoal” de Boigny a Cristo!

Rádio

Publicidade

Saúde

Memória Deixaram-nos em 2018

| Editoria Saúde | 20/12/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O ano de 2018 chegou ao fim, entre muitos sorrisos e lágrimas, alguns acontecimentos emocionantes marcaram nossos corações e vidas para sempre. Relembre as celebridades e famosos que morreram em 2018; deixando milhares de admiradores e seguidores; morreram velhos, no termo de carreiras, de décadas ou pelo contrário, uns partiram “demasiado cedo”.

2/01 Guida Maria Com um currículo grandioso a artista participou de aproximadamente 40 peças, entre elas estão obras como "A mãe", "Auto da geração humana", "A casa de Bernarda Alba" e, uma das mais conhecidas em sua carreira, " Os monólogos da vagina ". A atriz portuguesa faleceu aos 67 anos deixando uma filha, também atriz, Julie Sergeant.

5/01 John Watts Young, foi um astronauta norte-americano selecionado pela Agência NASA, e o nono homem a pisar na Lua, em 1972, no comando da missão Apollo 16.Young foi um dos mais experientes de todos os astronautas dos Estados Unidos, tendo ido ao espaço por seis vezes e comandando missões nos Projetos GeminiApollo e no programa do ônibus espacial, único astronauta a realizar este feito, o que o tornou uma verdadeira lenda da exploração humana do espaço. Por ir a Lua duas vezes, é chamado de "o homem que conhece a Lua de todos os ângulos". Morreu com 87 anos.

9/01 Hugh Masekela, trompetista de jazz faleceu aos 78 anos de idade.  O músico ganhou notoriedade ao escrever diversas músicas contestando o regime segregacionista em seu país, África do SulHugh Masekela, compôs grandes músicas, como " Grazing in the Grass " e " Up, up and away " que se tornaram muito populares nos anos 60’.  

14/02 Morgan Richard Tsvangirai, foi um sindicalistaativista de direitos humanos e político do Zimbábue, antigo primeiro-ministro do país, depois do acordo de divisão de poder que foi estabelecido com o então presidente Robert Mugabe depois das eleições presidenciais, em setembro de 2008. Foi presidente do Movimento para a Mudança Democrática (MDC), principal partido de oposição do país; foi vítima de câncer aos 66 anos.

27/02 Ficou conhecido como Quini, mas também era chamado de El BrujoQuinocho e Quinigol. Esse último justificava-se por seu faro de gol, que lhe fez ser artilheiro cinco vezes no campeonato espanhol, em 1974/75, 1976/77 e três seguidas em 1980/81, 1981/82 (onde também conquistou seu único título na Liga) e 1982/83; as três primeiras pelo Real Sporting de Gijón, clube que defendeu de 1968 a 1980 e de 1984 a 1987 e as duas últimas pelo Barcelona, o outro único clube que defendeu, entre 1980 e 1984. Morreu aos 68 anos, vítima de infarto.

14/03 Stephen William Hawking foi um físico teórico e cosmólogo britânico e um dos mais consagrados cientistas do século. Doutor em cosmologia, foi professor lucasiano emérito na Universidade de Cambridge, um posto que foi ocupado por Isaac Newton, Paul Dirac e Charles Babbage. Faleceu com 76 anos.

1/04 José Efraín Ríos Montt, Político e general, foi presidente da Guatemala de 23 de março de 1982 a 8 de agosto de 1983; apoiado por um golpe militar e governou como ditador durante 18 meses. Tinha 91 anos.

2/04 Winnie Madikizela-Mandela tinha 81 anos, foi enfermeira, política e ativista sul-africana, ficou mundialmente conhecida como esposa de Nelson Mandela durante o período da prisão do líder sul-africano.

 

{Texto publicado na edicção 135 da revista África21}

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade