Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Dezembro de 2018

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

ARGENTINA

Marcha-atrás na Argentina

ANGOLA

O BALANÇO DO PASSADO PARA CONSTRUIR UM NOVO FUTURO

MOÇAMBIQUE

Os cinco dias que abalaram Moçambique

REINO UNIDO

BREXIT E O JOGO DO “EU SAIO MAS QUERO FICAR”

ÁFRICA

A doença do poder e os doentes no poder em Africa

ESTADOS UNIDOS

Guerras comerciais e desordem mundial

MUNDO

Memória Deixaram-nos em 2018

Rádio

Publicidade

Empresas

Angola: Total lança rede de venda a retalho de combustíveis com a Sonangol

| Editoria Empresas | 26/12/2018

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A Total assinou um acordo com a companhia nacional Sonangol para desenvolver actividades conjuntas de comercialização de derivados de petróleo. Parceiros de longa data na área do upstream, as duas companhias decidiram criar uma joint-venture para desenvolver actividades de retalho e de distribuição no país, o quarto maior mercado da região Sub-saariana.

A joint-venture Total-Sonangol ira inicialmente concentrar-se na actividade de distribuição e venda de combustíveis e lubrificantes no segmento B2C, lançando uma rede de bombas de combustível com a marca TOTAL. Ela desenvolverá em paralelo actividades no B2B,

Dependendo dos avanços no actual processo de liberalização, a Total também pretende desenvolver através desta parceria tanto actividades de logística como de fornecimento de derivados de petróleo, incluindo a importação e armazenamento primário de produtos refinados.

Sob o actual acordo, a Sonangol vai contribuir com 45 bombas de combustível já existentes em áreas urbanas e nas estradas nacionais, com uma presença em 10 províncias do litoral  e centro do País. A Total vai trabalhar com o seu parceiro para desenvolver rapidamente esta rede, de forma a alcançar os mais elevados padrões internacionais de venda a retalho e melhorar a qualidade da distribuição de combustível em todo o país. A nova companhia investirá tanto em infraestruturas como em actividades de marketing e beneficiará da experiência da Total, como da sua cultura de orientaçãocliente.

A Total está satisfeita em firmar esta nova parceria com Angola, após décadas de colaboração com a Sonangol no upstream. Através destas actividades de distribuição conjunta, a Total reforça ainda mais o seu compromisso com o país”, comentou Momar Nguer, Presidente de Marketing & Serviços e Membro do Comité Executivo da Total. “Este acordo inscreve-se plenamente com a nossa estratégia de expandir para grandes mercados mundiais. Já somos os maiores retalhistas em África, e pretendemos aproveitar esta oportunidade para crescer em Angola e disponibilizar os nossos produtos e serviços, desenvolvendo sinergias adicionais, em benefício dos nossos clientes em Angola.”

Esta transação ainda está sujeita à avaliação pelas autoridades que regulam a concorrência.

Sobre a Total em Angola

Com presença em Angola desde 1953, a Total é o principal operador no setor do petróleo. A média da produção total foi de 229 000 barris de petróleo por dia em 2017 nos blocos 17, 14 e zero, assim como na Angola LNG.

Além do projeto de Kaombo no bloco 32, a Total também opera o bloco 17 (com 40% de participação) onde recentemente se tomou uma decisão de investimento no projeto Zinia 2. A Total também é parceira nos blocos 14 (20%), 14K (36,75%) e zero (10%), e também na Angola LNG (13,6%). No último mês de Maio, o Grupo assinou um acordo de serviço de riscos com a Sonangol para a licença de exploração em águas profundas do bloco 48, que será operado pelaTotal.

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade