Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Dezembro de 2018

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

ARGENTINA

Marcha-atrás na Argentina

ANGOLA

O BALANÇO DO PASSADO PARA CONSTRUIR UM NOVO FUTURO

MOÇAMBIQUE

Os cinco dias que abalaram Moçambique

REINO UNIDO

BREXIT E O JOGO DO “EU SAIO MAS QUERO FICAR”

ÁFRICA

A doença do poder e os doentes no poder em Africa

ESTADOS UNIDOS

Guerras comerciais e desordem mundial

MUNDO

Memória Deixaram-nos em 2018

Rádio

Publicidade

Cultura

Mali espera da França restituição de mais de seis mil objectos de arte

| Editoria Cultura | 03/01/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Bamako - O Mali espera pela restituição dos seus seis mil e 910 objectos de arte, inventariados nas colecções do Museu do Quai Branly-Jacques Chirac (França), no quadro da restituição de bens culturais africanos aos países africanos de origem, soube-se de fonte segura.


Para o efeito, uma equipa de investigadores, criada pelo Presidente francês, Emmanuel Macron, esteve no Mali, em Junho de 2018, tendo sido recebida pelo Presidente maliano, Ibrahim Boubacar Keita.

A missão então chefiada por Benedicte Savoy e por Felwine Sarr, autores de um relatório sobre a questão, ofereceu ao Ministério maliano da Cultura, através do Museu Nacional do Mali, um documento de inventário em três volumes de 863 páginas, contendo seis mil e 910 objectos provenientes do Mali, inventariados nas colecções do Museu do Quai Branly-Jacques Chirac.

Entre estes objectos de arte figuram o Sabre de El Hadj Omar Tall, cobiçado por outros países.

Para melhor propor uma lista de objectos prioritários a restituir, além dos propostos pelo relatório Savoy Saara, definir a metodologia e os passos a dar para alcançar e determinar as modalidades práticas desta restituição, o ministério maliano da Cultura iniciou, de 26 a 28 de Dezembro de 2018, em Bamako, jornadas de reflexão sobre a restituição do Património Africano.

A iniciativa é do Presidente Macron, manifestada durante um reunião com estudantes burkinabes, a 28 de Novembro de 2017, na Universidade Joseph KiZerbo de Ouaga I, no Burkina Faso.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade