Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Maio de 2019

ÁFRICA

A TERRA É A FONTE DE VIDA E DA MORTE

MUNDO

A POSSSE DA TERRA, A RECOLONIZAÇÃO SILENCIOSA QUE NÃO DIZ O NOME

ÁFRICA

O DILEMA DAS TERRAS EM ÁFRICA NA VIRAGEM DO MILÉNIO

MUNDO

INTERNET - O FIM DA DECISÃO E DA LIVRE ESCOLHA?

SUDÃO

A Revolução Sudanesa: a terceira será de vez?

ESTADOS UNIDOS

DONALD TRUMP, O FIM DOS IDEAIS AMERICANOS

ANGOLA

Angola - Novas Políticas Migratórias?

ÁFRICA

Basílica de YamoussoukroO “presente pessoal” de Boigny a Cristo!

Rádio

Publicidade

Sociedade

Tropas nigerianas eliminam terroristas da seita Boko Haram

| Editoria Sociedade | 10/01/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A Força Aérea nigeriana (NAF) declarou, terça-feira, que os seus caças  mataram "um certo número" de presumíveis terroristas da seita Boko Haram e destruíram alguns dos seus camiões metralhadores em Auno, no Estado de Borno, no nordeste da Nigéria.

O porta-voz da NAF, general de divisão aérea Ibikunle Daramola, indicou num comunicado que a  componente da Força Operacional Aérea (ATF) da Operação Lafiya Dole "ofereceu apoio aéreo aproximado às tropas terrestres que reagiam a um ataque contra a sua base".

A ATF contratou um avião Alpha Jet da Força Aérea Nigeriana e um helicóptero Mi-35M, apoiado por uma aeronave de inteligência,  vigilância e reconhecimento (ISR), para localizar e atacar o grupo de camiões-metralhadores dos supostos terroristas.

Além da área visada, as tropas terrestres perseguiram os supostos terroristas, que estavam num comboio de camiões-metralhadores, culminando num renhido combate. 

Os aviões de tipo Alpha e Mi-35M lançaram vários ataques e obrigaram os supostos terroristas a recuar, tendo atingido três camiões-metralhadores e neutralizado os seus ocupantes, enquanto que alguns dos sobreviventes que tentavam fugir foram apanhados pelos ataques subsequentes, refere o comunicado do Exército nigerino.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade