Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Fevereiro de 2019

ÁFRICA

ELEIÇÕES E DEMOCRACIA EM ÁFRICA A CONTROVÉRSIA SOBRE UM MODELO QUE SE IMPÕE

ÁFRICA

Calendário das Eleições em África 2019

ÁFRICA

O REFINAMENTO DOS REGIMES AUTORITÁRIOS NÃO É SÓ COISA DE AFRICANOS

CONGO RD

AS ELEIÇÕES NA RD CONGO AS PRECIOSAS LIÇÕES QUE A RD CONGO APRENDEU COM A CÔTE D’IVOIRE

ÁFRICA

A África é segunda no ranking mundial da desflorestação

EGITO

África quer tornar comércio intra-africano uma marca

ÁFRICA

«Guerra contra o terrorismo islâmico em Africa»: Anatomia de um fracasso

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

Rádio

Publicidade

Empresas

BNI NOTA DE ESCLARECIMENTO

| Editoria Empresas | 15/01/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Em resposta a noticia tornada publica, através do telejornal da estaçãoTV Zimbo, em relacção ao caso da alegada “ Burla a Tailandesa", tendo o BNI tomado conhecimento, da referência que o caso levará ao Tribunal o Presidente do Conselho de Administração do BNI,sem se quer fazer menção da qualidade processual, permitindo deste modo, adiversas interpretações pondo em causa o seu bom nome, vimos por intermédio desta esclarecer aosmeioscomunicaçãosocialeaopúblicoemgeraloseguinte:

1.          O PCA do BNI, Dr. Mário Palhares estará na qualidade de declarantee nãocomoarguidonaAudiênciadeJulgamento,aterlugarnopróximodia17 de Janeiro de 2019, pelas 09h00, na Sala de Audiências do Tribunal Supremo,conformenotificaçãododia18deDezembrodocorrenteano;

2.         Tal como havia sido noticiado, a intervenção do BNI no processo, decorre do cumprimento do deveres de diligência tendo em conta as melhorespraticasprevistasnaLei34/11de12deDezembrode2011Lei doCombateaoBranqueamentodeCapitaisedoFinanciamentoao Terrorismo, e demais legislação aplicável, uma vez que procedeu a comunicação à UIF- Unidade de Informação Financeira, de umaoperação suspeita relacionada com a apresentação de um cheque para efeitos de autenticação e certificação, por via do sistema de compensação internacionalSWIFT,

3.    °EstandooreferidoprocessoacorrertrâmitesjuntodoTribunalSupremo, registado sob o n.°001/18, em que é Autor da competente Acção Penal o Ministério Publico, importa esclarecer que a intervenção do Presidente do Conselho de Administração do BNI, Dr. Mário Palhares não mais não é do que o cumprimento do dever de cooperação com ajustiça.

Sendotudoquemenosaprazreferirdemomento,apresentamososnossos melhorescumprimentos.

Gabinete de Assessoria de lmprensa do BNI  —  Banco  de  Negócios Internacional

 

                

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade