Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Março de 2019

MÉDIO ORIENTE

Nas areias movediças do Médio Oriente

ÁFRICA

Drogas em África As novas rotas do tráfico de heroína

ÁFRICA

A África a mercê de um Triângulo Voraz

ÁFRICA

África Oriental O regresso ao grande investimento nos Caminho-de-ferro

MUNDO

RefugiadosAs cifras da vergonha!

ÁFRICA

Estaca da África em Brexit

MUNDO

Racistas ou nem por isso?

EGITO

O futuro do Egipto passa pela energia solar

Rádio

Publicidade

Sociedade

96 Argelinos mortos na tentativa de atravessarem Mediterrâneo em 2018

| Editoria Sociedade | 23/01/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

No total, 96 argelinos morreram, em 2018, ao tentarem atravessar o Mediterrâneo como migrantes clandestinos, anunciou o ministro argelino do Interior e Coletividades Locais, Noureddine Bedoui.

Segundo o governante argelino, que falava quinta-feira última, 17, na abertura do Fórum Nacional de Luta contra a Migração Clandestina, em Argel, 344 pessoas compareceram em jurisdições competentes por acusações ligadas ao tráfico de seres humanos, das quais 24 condenadas a penas de prisão efetiva.

Indicou que 119 corpos sem vida foram recuperados, depois de terem tentado atravessar o Mediterrâneo para a Europa, a partir da Argélia, e sido finalmente arrastadas pelas ondas até às costas argelinas.

O ministro argelino do Interior evocou, além disso, a descoberta de "coisas vergonhosas e reveladoras do caráter abjeto destes traficantes desprovidos de humanismo", ao exporem à morte jovens inocentes e inconscientes deste perigo, a bordo de embarcações casuais e inseguras, em conflito com as normas de segurança.

Neste contexto, Bedoui apelou a todas as unidades de segurança para "fazerem cada vez mais sacrifícios e esforços a fim de frustrarem planos elaborados aqui e acolá para desiludir estes jovens por "heróis criminosos em busca de proveito individual, em detrimento da vida dos nossos jovens frustrados".

Prometeu a estes indivíduos sem escrúpulos que os seus crimes não ficarão impunes e que a justiça nunca os tolerará.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade