Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Fevereiro de 2019

ÁFRICA

ELEIÇÕES E DEMOCRACIA EM ÁFRICA A CONTROVÉRSIA SOBRE UM MODELO QUE SE IMPÕE

ÁFRICA

Calendário das Eleições em África 2019

ÁFRICA

O REFINAMENTO DOS REGIMES AUTORITÁRIOS NÃO É SÓ COISA DE AFRICANOS

CONGO RD

AS ELEIÇÕES NA RD CONGO AS PRECIOSAS LIÇÕES QUE A RD CONGO APRENDEU COM A CÔTE D’IVOIRE

ÁFRICA

A África é segunda no ranking mundial da desflorestação

EGITO

África quer tornar comércio intra-africano uma marca

ÁFRICA

«Guerra contra o terrorismo islâmico em Africa»: Anatomia de um fracasso

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

Rádio

Publicidade

Cultura

67 Ministros da Cultura esperados no Museu do Bardo na Tunísia

| Editoria Cultura | 28/01/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Museu do Bardo, na Tunísia, vai acolher, a 21 de Março próximo, a visita de 67 ministros da Cultura de países árabes e islâmicos, para marcar o arranque das actividades culturais dedicadas à designação de Túnis como capital da Cultura Islâmica em 2019, anunciou a directora do Museu, Fatma Nait Yghil.

Falando durante uma conferência de imprensa, a semana passada, em Túnis, Yghil, que apresentava a exposição "Esperando Vénus", precisou que o programa de actividades permitirá aos hóspedes descobrir as diferentes alas do Museu, nomeadamente a islâmica, que conta um património de várias civilizações, divididas em salas especiais no Museu.

O programa abarca também regiões interiores do país, em colaboração com o Ministério dos Assuntos Culturais e o Instituto Nacional Tunisino do Património.

O Museu do Bardo de Túnis sofreu um ataque terrorista, em Março de 2015, matando 21 turistas estrangeiros e ferindo dezenas de outros.

Uma marcha internacional foi organizada no pátio do Museu, a 29 de Março de 2015, para denunciar o terrorismo. Dezenas de milhares de tunisinos e cerca de 30 dirigentes do mundo participaram nos protestos.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade