Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Fevereiro de 2019

ÁFRICA

ELEIÇÕES E DEMOCRACIA EM ÁFRICA A CONTROVÉRSIA SOBRE UM MODELO QUE SE IMPÕE

ÁFRICA

Calendário das Eleições em África 2019

ÁFRICA

O REFINAMENTO DOS REGIMES AUTORITÁRIOS NÃO É SÓ COISA DE AFRICANOS

CONGO RD

AS ELEIÇÕES NA RD CONGO AS PRECIOSAS LIÇÕES QUE A RD CONGO APRENDEU COM A CÔTE D’IVOIRE

ÁFRICA

A África é segunda no ranking mundial da desflorestação

EGITO

África quer tornar comércio intra-africano uma marca

ÁFRICA

«Guerra contra o terrorismo islâmico em Africa»: Anatomia de um fracasso

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

Rádio

Publicidade

Política

Costa do Marfim quer se tornar o quarto maior produtor de borracha do mundo

| Editoria Política | 29/01/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A Costa do Marfim,maior produtor de borracha de África, anunciou na segunda-feira,28,que tem a ambição de setornar o quarto maior produtor de borracha do mundo, aumentando  a sua  produção para  um milhão de toneladas de látex.

"Nosso objectivo é atingir a marca de um milhão de toneladas e alcançar a quarta posição no mundo nos próximos cinco anos", disse Eugène Kremien, presidente da Associação dos Profissionais de Borracha Natural, em uma cerimônia da  Apromac, entidade que supervisiona as organizações do sector.

 Apesar da queda nos preços mundiais, a produção de borracha natural atingiu cerca de 800 mil toneladas em 2018 contra 600 mil toneladas esperadas, tornando o país o sétimo maior produtor mundial (3%), muito atrás da Tailândia (36%), Indonésia (26%), Vietnã (8%), China (6%) e Índia (6%). Costa do Marfim, que quer destronar a China e a Índia, à frente do Brasil (2%) e da Birmânia (1%).

 Treinar 600 seringueiros

Para a campanha de 2019, o Rubber Development Fund (FDH), uma estrutura do Apromac, financiará 2,5 bilhões de francos CFA (3,8 milhões de euros), para o treinamento de 600 seringueiros, cujo trabalho é cortar as árvores para derramar a seiva branca recuperada em xícaras presas ao tronco.

"O HDD também reabilitará 70 quilômetros de trilhas agrícolas e criará 3.500 hectares de plantações", disse o secretário-executivo, Albert Koffi Konan. A Hevea desempenha um papel importante no sector agrícola da Costa do Marfim, que impulsiona o desenvolvimento econômico do país, uma vez que contribui significativamente para as receitas de exportação.

 Em Setembro de 2018, o Governo da Costa do Marfim organizou a conferência internacional da borracha em Abidjan,  montou um Conselho da Borracha no final de Outubro, um novo órgão oficial destinado a regulamentar esses dois sectores atingidos pela queda dos preços mundiais.

A produção global de borracha aumentou em três anos de 9 para 13 milhões de toneladas (2017), mas a demanda não seguiu e os preços mundiais caíram de US $ 5.000 por tonelada para apenas US $ 1.000, resultando em colapso nos rendimentos dos seringueiros.

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade