Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Saúde

OMS oferece equipamentos a hospital pediátrico de Benghazi na Líbia

| Editoria Saúde | 05/02/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A Organização Mundial da Saúde (OMS) doou seis incubadoras e um aparelho de assistência respiratória ao hospital pediátrico de Benghazi, segunda cidade líbia situada no leste do país, anuncia a representação da OMS num comunicado.

A nota precisa que este gesto se inscreve no quadro da assistência  dada pelas organizações do sistema das Nações Unidas à Líbia.

Os equipamentos foram entregues ao hospital pediátrico de Benghazi, na presença da representante adjunta da Missão de Apoio da ONU na Líbia (MANUL) e coordenadora humanitária, Maria Ribeiro, do representante da OMS na Líbia, Jafar Hussein e do presidente da Câmara Municipal de Benghazi, al-Saqer Omram Abou Jawary.

Este é o único hospital pediátrico, no leste e no sudeste do país.

Lembre-se que o presidente do Conselho Municipal de Benghazi, Saqer Omran Jawary, debateu com a delegação da MANUL, liderada por Maria Ribeiro, sobre os meios de apoiar o trabalho das organizações onusinas e os procedimentos de abertura da representação da Missão na cidade.

A OMS enviou recentemente quatro equipas médicas especializadas para várias cidades líbias, em resposta às necessidades urgentes da população líbia deslocada.

As organizações especializadas do sistema das Nações Unidas dão um apoio material e logístico às autoridades líbias durante esta fase difícil que o país atravessa.

No início de dezembro último, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) organizou, na Líbia, uma campanha nacional de imunização de uma semana que visou dois milhões 270 mil crianças de zero a 15 anos contra o sarampo, a rubéola e a poliomielite.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade