Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Março de 2019

MÉDIO ORIENTE

Nas areias movediças do Médio Oriente

ÁFRICA

Drogas em África As novas rotas do tráfico de heroína

ÁFRICA

A África a mercê de um Triângulo Voraz

ÁFRICA

África Oriental O regresso ao grande investimento nos Caminho-de-ferro

MUNDO

RefugiadosAs cifras da vergonha!

ÁFRICA

Estaca da África em Brexit

MUNDO

Racistas ou nem por isso?

EGITO

O futuro do Egipto passa pela energia solar

Rádio

Publicidade

Política

Angola e República Democrática do Congo reforçam cooperação bilateral

| Editoria Política | 06/02/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Presidente de Angola, João Lourenço, reuniu-se esta terça-feira, 5 de fevereiro, com o seu homólogo da República Democrática do Congo (RDC), Félix Tshisekedi, que realizou uma visita de Estado ao país, a primeira depois da sua tomada de posse.

Após o encontro privado ocorrido no Palácio Presidencial, em Luanda, o Chefe de Estado angolano declarou numa conferência de imprensa que a prioridade da cooperação com a RDC recai sobre os domínios da segurança e da economia e que deve passar das velhas intenções para projectos concretos.

Ordem pública, migração, comércio e transfronteiriço foram as restantes áreas apontadas como sendo prioritárias para os dois países. “ Se formos pragmáticos, acredito que todos venceremos, paulatinamente vamos ultrapassar alguns desafios comuns”, afirmou o chefe de Estado angolano.

João Lourenço sublinhou ainda que os dois países podem partilhar experiências para superarem desafios, entre eles a falta de infraestruturas, a electrificação, a industrialização e o desemprego, além de ter partilhado que acredita que Angoa e a RDC têm muito para oferecer e a ganhar um com o outro.

Esta é a primeira visita de Félix Tshisekedi ao estrangeiro na qualidade de Presidente da RDC, cargo que ocupou no mês passado, a 24 de janeiro. Tshisekedi garantiu que a RDC está a entrar num período de estabilidade e alternância no poder, tendo afirmado que as gerações anteriores nunca tiveram este privilégio.

No que diz respeito ao repatriamento de cidadãos estrangeiros ilegais, com realce para os seus concidadãos, durante a “Operação Transparência”, o Presidente da RDC referiu ser legítimo que Angola proteja as suas riquezas, mas defendeu que as expulsões devem ser feitas com dignidade, tendo assim pedido “mas respeito e dignidade” às autoridades angolanas no processo de expulsão dos seus cidadãos do território angolano.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade