Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Fevereiro de 2019

ÁFRICA

ELEIÇÕES E DEMOCRACIA EM ÁFRICA A CONTROVÉRSIA SOBRE UM MODELO QUE SE IMPÕE

ÁFRICA

Calendário das Eleições em África 2019

ÁFRICA

O REFINAMENTO DOS REGIMES AUTORITÁRIOS NÃO É SÓ COISA DE AFRICANOS

CONGO RD

AS ELEIÇÕES NA RD CONGO AS PRECIOSAS LIÇÕES QUE A RD CONGO APRENDEU COM A CÔTE D’IVOIRE

ÁFRICA

A África é segunda no ranking mundial da desflorestação

EGITO

África quer tornar comércio intra-africano uma marca

ÁFRICA

«Guerra contra o terrorismo islâmico em Africa»: Anatomia de um fracasso

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

Rádio

Publicidade

Política

Angola e República Democrática do Congo reforçam cooperação bilateral

| Editoria Política | 06/02/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Presidente de Angola, João Lourenço, reuniu-se esta terça-feira, 5 de fevereiro, com o seu homólogo da República Democrática do Congo (RDC), Félix Tshisekedi, que realizou uma visita de Estado ao país, a primeira depois da sua tomada de posse.

Após o encontro privado ocorrido no Palácio Presidencial, em Luanda, o Chefe de Estado angolano declarou numa conferência de imprensa que a prioridade da cooperação com a RDC recai sobre os domínios da segurança e da economia e que deve passar das velhas intenções para projectos concretos.

Ordem pública, migração, comércio e transfronteiriço foram as restantes áreas apontadas como sendo prioritárias para os dois países. “ Se formos pragmáticos, acredito que todos venceremos, paulatinamente vamos ultrapassar alguns desafios comuns”, afirmou o chefe de Estado angolano.

João Lourenço sublinhou ainda que os dois países podem partilhar experiências para superarem desafios, entre eles a falta de infraestruturas, a electrificação, a industrialização e o desemprego, além de ter partilhado que acredita que Angoa e a RDC têm muito para oferecer e a ganhar um com o outro.

Esta é a primeira visita de Félix Tshisekedi ao estrangeiro na qualidade de Presidente da RDC, cargo que ocupou no mês passado, a 24 de janeiro. Tshisekedi garantiu que a RDC está a entrar num período de estabilidade e alternância no poder, tendo afirmado que as gerações anteriores nunca tiveram este privilégio.

No que diz respeito ao repatriamento de cidadãos estrangeiros ilegais, com realce para os seus concidadãos, durante a “Operação Transparência”, o Presidente da RDC referiu ser legítimo que Angola proteja as suas riquezas, mas defendeu que as expulsões devem ser feitas com dignidade, tendo assim pedido “mas respeito e dignidade” às autoridades angolanas no processo de expulsão dos seus cidadãos do território angolano.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade