Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Março de 2019

MÉDIO ORIENTE

Nas areias movediças do Médio Oriente

ÁFRICA

Drogas em África As novas rotas do tráfico de heroína

ÁFRICA

A África a mercê de um Triângulo Voraz

ÁFRICA

África Oriental O regresso ao grande investimento nos Caminho-de-ferro

MUNDO

RefugiadosAs cifras da vergonha!

ÁFRICA

Estaca da África em Brexit

MUNDO

Racistas ou nem por isso?

EGITO

O futuro do Egipto passa pela energia solar

Rádio

Publicidade

Economia

ONU financia comunidades agrícolas vulneráveis do Congo com Usd 10 milhões

| Editoria Economia | 07/02/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Fundo de adaptação da Convenção-Quadro das Nações Unidas, relativo às mudanças climáticas, vai financiar, no valor de 10 milhões de dólares americanos, o projecto de reforço das capacidades de adaptação às alterações climáticas das comunidades vulneráveis do Congo, soube-se junto do Ministério congolês da Agricultura e Pecuária.

Para um período de cinco anos, este projecto visará o reforço da segurança alimentar e a nutrição através de medidas de adaptação às mudanças climáticas.

Os membros do Comité Técnico e os diferentes peritos do Sistema das Nações Unidas acabam de emendar a nota conceitual do referido projecto, que se baseia em três componentes, designadamente o reforço das capacidades técnicas, a sensibilização, os serviços climáticos e os meios de subsistência resilientes.

As duas primeiras componentes abrangerão todo o território nacional, enquanto a terceira apenas incidirá sobre os departamentos da Bouenza, Sangha e Likouala.

Cento e trinta e cinco aldeias, nomeadamente, serão visadas. Estas zonas estão expostas a um alto risco climático e possuem um estatuto socioeconómico medíocre, o que denota uma vulnerabilidade crónica.

Com efeito, foram levadas a cabo consultas junto das comunidades agrícolas, no âmbito da elaboração da nota conceitual do projecto, nos meses de Abril e Agosto de 2018, naqueles três departamentos.

As acções do projecto vão contribuir para a redução da vulnerabilidade climática e o reforço das capacidades de adaptação das comunidades locais e população autóctone rural, vulneráveis aos ecossistemas de que dependem, com vista a favorecer a segurança alimentar, a nutrição e combater a pobreza.

Uma vez a nota conceitual aprovada, será analisada pelo Conselho de Administração do Fundo de adaptação em Março próximo.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade