Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Fevereiro de 2019

ÁFRICA

ELEIÇÕES E DEMOCRACIA EM ÁFRICA A CONTROVÉRSIA SOBRE UM MODELO QUE SE IMPÕE

ÁFRICA

Calendário das Eleições em África 2019

ÁFRICA

O REFINAMENTO DOS REGIMES AUTORITÁRIOS NÃO É SÓ COISA DE AFRICANOS

CONGO RD

AS ELEIÇÕES NA RD CONGO AS PRECIOSAS LIÇÕES QUE A RD CONGO APRENDEU COM A CÔTE D’IVOIRE

ÁFRICA

A África é segunda no ranking mundial da desflorestação

EGITO

África quer tornar comércio intra-africano uma marca

ÁFRICA

«Guerra contra o terrorismo islâmico em Africa»: Anatomia de um fracasso

MUNDO

BALANÇO 2018 PERSPECTIVAS 2019 PASSAGEM DO ANO ENTRE DEGRADAÇÃO ECOLÓGICA, MIGRAÇÕES E SUBIDA DA DIREITA AUTORITÁRIA

Rádio

Publicidade

Saúde

RDC: Ebola mata 465 e infecta 788 pessoas

| Editoria Saúde | 07/02/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Na República Democrática do Congo (RDC), o número de pessoas mortas pelo vírus de Ébola subiu para 465 e 788 estão infectadas, indicou nesta quinta-feira a Organização Mundial de Saúde (OMS).

 Relativamente ao anterior registo, feito a 30 de Janeiro, morreram mais 25 pessoas e as equipas da OMS, do Ministério da Saúde da RDCongo e das organizações não-governamentais diagnosticaram laboratorialmente 45 novos casos de contaminação.

Beni, com 147 mortos, Katwa, com 105; Mabalako, com 71, Butembo, com 54  e Kalunguta, com 34, continuam a ser as localidades da província do Kivu Norte com maiores taxas de mortalidade, devido ao contágio do Ébola, desde que a epidemia foi declarada, a 01 de Agosto passado.

Na província de Ituri, a norte de Kivu Norte, as localidades de Komanda registaram 21 mortos e Mandima 13 desde 01 de Agosto até segunda-feira última.

O Ébola, que se transmite por contacto físico através de fluidos corporais infectados e que provoca febre hemorrágica, surgiu em Mangina, na província de Kivu Norte.

O Governo da RD Congo admitiu que esta epidemia é a maior da história do país, relativamente ao número de mortos e contágios.

A RD Congo já foi atingida nove vezes pelo Ébola, desde a primeira aparição do vírus no país, em 1976.

Em 1995, o vírus provocou a morte a 250 pessoas, na cidade de Kikwit, na província de Kwilu, no sudoeste do país.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade