Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Cultura

Restaurante sul-africano coroado melhor do mundo

| Editoria Cultura | 20/02/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Um pequeno restaurante na África do Sul foi nomeado "Restaurante do Ano" em Paris na segunda-feira, 18, pelo World Restaurant Awards, um novo ranking que visa promover a diversidade da culinária internacional.

O restaurante denominado Wolfgat, cuja equipa em sua maioria feminina e sem treinamento formal, abriu há dois anos em uma casa de 130 anos em uma caverna na Paternoster Beach, na costa oeste, a 150 km da Cidade do Cabo.

"Eu não sinto que mereço, são meus colaboradores, que saem todos os dias para colher ervas, plantas suculentas e espinafre que deveria estar aqui", disse o chef do restaurante, Kobus Van der Merwe de 38 anos, acrescentando que está ansioso para celebrar com seus colaboradores com um “copo de vinho espumante da África do Sul ”.

O restaurante, que serve um cardápio de degustação de sete pratos por 850 rands (US $ 60), só pode alimentar 20 pessoas de uma só vez.

Kobus Van der Merwe, que é ex-jornalista, disse que sua filosofia era “interferir o mínimo possível com os produtos e servi-los puros, crus e não processados. "

O júri escolheu 36 países, incluindo França, Austrália e Zimbábue, selecionando os vencedores em 18 categorias que variam de "especialidade da casa" ou "sem reserva", comida de rua, cozinha de fusão cosmopolita, orçamentos menores, ou outras como chef do ano sem tatuagens ganhou pelo grande chef multistar francês Alain Ducasse. Os votos foram feitos por um júri de 100 membros.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade