Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Junho de 2019

ANGOLA

Situação Económica de Angola

ANGOLA

Informação e Percepção da Economia Angolana

ANGOLA

Recordar o passado para encontrar soluções

ÁFRICA

FATALIDADES E ESPERANÇAS DA ECONOMIA AFRICANA

AFEGANISTÃO

LISTA NEGRA DOS SOLDADOS DO PROFETA

ANGOLA

OS DESAFIOS PARA AS ELEIÇÕES DE 2022

ÁFRICA

ADAPTAR OS EXÉRCITOS AFRICANOS AOS NOVOS INIMIGOS

ANGOLA

MPLA - O CONGRESSO DO REJUVENESCIMENTO

Rádio

Publicidade

Ciência

Mali alberga centro africano de estudos e pesquisas sobre migração

| Editoria Ciência | 25/02/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Mali vai albergar a sede de um Centro Africano de Estudos e Pesquisa sobre Migração, um organismo pan-africano recentemente criado pela União Africana (UA), revelou em Bamako o primeiro-ministro maliano, Soumeylou Boubèye Maiga.

O objectivo deste centro é "ter um melhor controlo da gestão de fluxos migratórios no continente e além-fronteiras, através da ‘’constituição de uma base de dados significativa sobre a migração e a diáspora’’, Frisou Maiga, que falava na abertura da 19.ª edição do Fórum de Bamako sobre a migração.

"A União Africana, durante a sua última Cimeira, realizada em Addis-Abéba, concluiu com o Governo maliano um acordo de estabelecimento da sede, em Bamako, do Centro Africano de Estudos e Pesquisas sobre a Migração", indicou.

O primeiro-ministro considera que a escolha do Mali para albergar a sede da instituição, “concebida como uma capacidade de vigilância dos fluxos migratórios, com vista a melhorar a abordagem da migração", atesta a “confiança da UA na experiência do Mali em matéria de gestão das migrações e o seu compromisso político constante com a causa do continente".

Soumeylou Boubeye Maiga sublinhou que a criação do centro vai permitir criar uma base de dados sobre a migração e a diáspora, à escala do continente africano, capaz de gerir os desafios de África, como a insuficiência de estatísticas  e a elaboração de políticas eficientes com base em dados probatórios.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade