Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Sociedade

Apesar de também ser atingido pelo ciclone Idai, Zimbabwe doa 90 toneladas de produtos diversos a Moçambique

| Editoria Sociedade | 11/04/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Governo do Zimbabwe, país atingido pela passagem do ciclone Idai, doou 60 toneladas de roupa e 30 de produtos alimentares às vítimas do Idai em Moçambique. O executivo zimbabwiano mobilizou a ajuda em parceria com organizações da sociedade civil daquele país.

 

O gesto traduz a união histórica entre os dois países”, afirmou Dave Popatlat, representante da Associação de Amizade Moçambique-Zimbabwe (ZIMOFA), entidade que encaminhou o apoio em nome do Governo de Harare.

 

"O Zimbabué também sofreu bastante os efeitos do mau tempo, houve registo de mortes e destruições, mas quando olhamos para aquilo que aconteceu aqui em Moçambique, ficamos sensibilizados e decidimos tirar um pouco daquilo que temos para apoiar os nossos irmãos", declarou Dave Popatlat.

 

Segundo o último balanço das autoridades moçambicanas, o ciclone fez 602 mortos e 1.641 feridos, tendo afetado mais de 1,5 milhões de pessoas no centro de Moçambique.

 

As autoridades do Zimbabué revelaram hoje, 11 de abril, que o ciclone causou 344 mortos no país, revendo em alta estimativas anteriores, que indicavam entre 180 a 250 vítimas mortais. Estão ainda pelo menos 257 pessoas dadas como desaparecidas no leste do país.

O ciclone Idai atingiu a região centro de Moçambique, o Maláui e o Zimbabué em 14 de março.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade