Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Sociedade

Moçambique: Ciclone Kenneth fez 49 mortos em Cabo Delgado e Nampula

| Editoria Sociedade | 08/05/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Kenneth, segundo ciclone que atingiu Moçambique este ano, fez pelo menos 49 vítimas mortais nas províncias de Cabo Delgado e Nampula, além de cerca de uma centena de feridos e de mais de 40 mil habitações destruídas, resultando em mais de 226 mil pessoas desalojadas. Estes forma os últimos dados divulgados pelo Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC).

De acordo com os números do INGC, pelo menos 90 pessoas ficaram feridas em Cabo Delgado e outras três em Nampula. Os ventos e a chuva forte que se seguiu ao ciclone Kenneth, de categoria 4, danificaram parcial ou completamente 40.710 habitações, tendo desalojado 226.632 pessoas nas duas províncias do litoral Norte do país.

Em relação ao surto de cólera, consequência do desastre natural ocorrido, este afectou cerca de 52 pessoas. Até ao passado sábado, 4 de maio, haviam sido diagnosticados 45 pacientes com cólera na cidade de Pemba e 7 no distrito de Mecúfi, sem nenhum óbito.

Pelo menos 165 pessoas foram tratadas por diarreias com sangue nas Unidades Sanitárias de Pemba, Macomia e Metuge e outras 205 receberam tratamento por diarreias menos graves. As autoridades de saúde atenderam ainda 1.268 pessoas com malária, sendo 621 delas Pemba.

 

 

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade