Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Turismo

Fórum Mundial do Turismo vai investir cerca de Mil milhões de dólares no setor em Angola nos próximos cinco anos

| Editoria Turismo | 22/05/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O Fundo Mundial do Turismo (WTF, sigla em inglês) prevê investir nos próximos cinco anos 1.000 milhões de dólares no setor em Angola. A informação foi avançada nesta terça-feira, 21 de maio, pelo presidente da organização, Bulut Bagci, que encontra-se em Luanda para presidir a conferência anual da organização, que se realizara de 23 a 25 de Maio na capital angolana.

Num encontro com jornalistas Bulut Bagci, lembrou que no passado dia 12, o Ministério de Hotelaria e Turismo e o WTF assinaram um acordo de parceria para apoiar o desenvolvimento do turismo em Angola. Segundo o responsável, são vários os projetos de investimento em que a organização está interessada, destacando o polo de turismo proporcionado pelo Parque Nacional da Quissama, na província do Bengo.

O presidente do WTF manifestou também interesse no Polo de Desenvolvimento Turístico de Cabo Ledo, cerca de 120 quilómetros a sul de Luanda, estando em estudo a possibilidade de se construir infraestruturas turísticas que incluam campos de golfe.

Bulut Bagci destacou ainda que o fundo tem em carteira um projeto de investimento ligado ao turismo no centro da cidade de Luanda e citou experiências do Dubai e de países como a Turquia, Espanha e África do Sul, que implementaram modelos de desenvolvimento turístico e tiveram sucesso.

Nesse sentido, chamou a atenção para a necessidade de o setor do turismo ser visto para além da construção de hotéis, na perspetiva da educação e formação de recursos humanos.

Luanda será a segunda cidade africana a acolher o fórum, depois de Acra (capital do Gana).

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade