Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Sociedade

ONU disponibiliza 6,4 milhões de dólares para apoiar seca no sul de Angola

| Editoria Sociedade | 28/05/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

As Nações Unidas anunciaram hoje, 28 de maio, que o seu Fundo Central de Resposta a Situações de Emergência (CERF, na sigla em inglês) disponibilizou 6,4 milhões de dólares para, acudir à crise da seca no Sul de Angola e reduzir o número de pessoas em risco de vida.

Os fundos dirigidos às populações mais vulneráveis e com maior carência, visão complementar os esforços do governo angolano e serão aplicados em projectos nas províncias do Cunene, Huíla, Bié e Namibe, beneficiado cerca de 565,000 pessoas.

A resposta humanitária da ONU focar-se-á em cinco áreas, nomeadamente na área de nutrição, água e saneamento, agricultura e segurança alimentar, saúde e por último proteção.

O severo impacto da seca no Sul tem levado à deterioração rápida dos meios de subsistência da população. Segundo dados do Governo Provincial do Cunene, o número de pessoas que precisam de ajuda humanitária nessa província aumentou de cerca de 250 mil, em Janeiro de 2019, para cerca de 860 mil em Março do mesmo ano, o que representa já 80% do total da população da província.

Segundo uma nota a que tivemos acesso, a ONU estima que 2,3 milhões de pessoas não estão em condições de satisfazer as suas necessidades nutricionais nas quatro províncias mais afectadas, sendo que cerca de 490 mil são crianças com menos de cinco anos. O Fundo de Emergência (CERF) apoiará também a saúde e protecção de cerca de 37 mil mulheres grávidas.

Salienta-se o facto das Nações Unidas considerarem que cerca de 92 milhões de dólares seriam necessários para fazer frente a esta situação de emergência no país. Os 6,4 milhões disponibilizados pelo CERF representam, assim, 6,9% do total das necessidades estimadas.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade