Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Junho de 2019

ANGOLA

Situação Económica de Angola

ANGOLA

Informação e Percepção da Economia Angolana

ANGOLA

Recordar o passado para encontrar soluções

ÁFRICA

FATALIDADES E ESPERANÇAS DA ECONOMIA AFRICANA

AFEGANISTÃO

LISTA NEGRA DOS SOLDADOS DO PROFETA

ANGOLA

OS DESAFIOS PARA AS ELEIÇÕES DE 2022

ÁFRICA

ADAPTAR OS EXÉRCITOS AFRICANOS AOS NOVOS INIMIGOS

ANGOLA

MPLA - O CONGRESSO DO REJUVENESCIMENTO

Rádio

Publicidade

Política

Burkina Faso pede esforços da Cedeao na luta contra terrorismo

| Editoria Política | 30/05/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O ministro burkinabe dos Negócios Estrangeiros e da Integração Africana, Paul Robert Tiendrebeogo, apelou aos Estados membros da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) para unirem esforços na luta contra  o terrorismo.

“Os desafios a ultrapassar ainda são numerosos, mas a nossa determinação comum de ultrapassá-los é firme”, frisou Tiendrebeogo, numa declaração publicada em Ouagadougou, por ocasião do 44.º aniversário da CEDEAO, que se comemorou terça-feira.

"É esta determinação que superará, em particular, a sanha terrorista e a insegurança que, nos últimos anos, atingiram alguns países da sub-região, minando os seus esforços de desenvolvimento, a convivência e a coesão das suas sociedades”, afirmou.

Disse que hoje, a CEDEAO, uma organização de 15 Estados membros e de 320 milhões de habitantes, é líder na integração africana e na implementação da  Agenda 2063.

Vários países membros estão confrontados com ataques terroristas que fazem várias mortos, nomeadamente no Sahel, onde se situam o Burkina Faso, Camarões, Mali, Níger, Nigéria e o Tchad, entre outros.

Exceptuando o Tchad e os Camarões, que são da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), são membros da CEDEAO o Benin, Burkina Faso, Cabo Verde, Côte d'Ivoire, Gâmbia, Ghana, Guiné Conakry, Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa e o Togo.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade