Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Junho de 2019

ANGOLA

Situação Económica de Angola

ANGOLA

Informação e Percepção da Economia Angolana

ANGOLA

Recordar o passado para encontrar soluções

ÁFRICA

FATALIDADES E ESPERANÇAS DA ECONOMIA AFRICANA

AFEGANISTÃO

LISTA NEGRA DOS SOLDADOS DO PROFETA

ANGOLA

OS DESAFIOS PARA AS ELEIÇÕES DE 2022

ÁFRICA

ADAPTAR OS EXÉRCITOS AFRICANOS AOS NOVOS INIMIGOS

ANGOLA

MPLA - O CONGRESSO DO REJUVENESCIMENTO

Rádio

Publicidade

Política

Opositores sudaneses libertados e deportados para Sudão do Sul

| Editoria Política | 11/06/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Três dirigentes do Movimento de Libertação Popular Sudanês (SPLM) fora libertos e deportados para Juba, a capital do Sudão do Sul, anunciou segunda-feira um porta-voz do movimento, Mubarak Ardol.

"Trata-se de mim, o porta-voz, do vice-presidente do SPLM,  Yasser Arman, e do secretário-geral do movimento, Jalab, embarcados num avião militar, em Cartum, rumo a Juba, onde fomos bem acolhidos, disse a fonte.

"Os três estamos seguros em Juba, aonde chegamos segunda-feira às 13 horas locais. Fomos encaminhados contra a nossa vontade. Mas fomos calorosa e cordialmente acolhidos pelo Governo sul-sudanês", disse o porta-voz, num comunicado publicado pelas redes sociais.

Por sua vez, Yasser Arman afirmou que "aquilo por que passámos é muito menos grave do que o que está a acontecer no Sudão. O importante é o Sudão. O Sudão enfrenta actualmente uma situação muito complicada".

Os três principais líderes da oposição sudanesa foram libertados na segunda-feira após vários dias de detenção.

O SPLM é um partido político do Sudão do Sul,  emanado do Exército Popular de Libertação do Sudão (SPLA), principal ala armada do movimento que lutou pela independência do Sudão do Sul, relativamente ao Sudão (do Norte).

O partido foi fundado em 1983, por John Garang de Mabior, morto num acidente de helicóptero, em 2005, no Uganda.

John Garang foi o primeiro Vice-Presidente do Sudão, de 9 de Janeiro de 2005 a 30 de Julho de 2005, e Presidente do Sudão do Sul, na altura território autónomo, durante o mesmo período.

Foi o líder do Exército Popular de Libertação do Sudão (SPLA), durante a segunda guerra civil sudanesa, de 1983 a 2005.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade