Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Junho de 2019

ANGOLA

Situação Económica de Angola

ANGOLA

Informação e Percepção da Economia Angolana

ANGOLA

Recordar o passado para encontrar soluções

ÁFRICA

FATALIDADES E ESPERANÇAS DA ECONOMIA AFRICANA

AFEGANISTÃO

LISTA NEGRA DOS SOLDADOS DO PROFETA

ANGOLA

OS DESAFIOS PARA AS ELEIÇÕES DE 2022

ÁFRICA

ADAPTAR OS EXÉRCITOS AFRICANOS AOS NOVOS INIMIGOS

ANGOLA

MPLA - O CONGRESSO DO REJUVENESCIMENTO

Rádio

Publicidade

Política

Etiópia: Chefe do Estado-Maior morto em tentativa de golpe

| Editoria Política | 24/06/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O chefe do Estado-Maior da Etiópia, o general Seare Mekonnen e o presidente regional do estado de Amhara, AmbachewMekonnen, foram mortos na madrugada de sábado para domingo (23), em dois ataques relacionados, quando um general tentou tomar o controlo de Amhara numa tentativa de golpe.

Ambachew Mekonnen, presidente regional do estado de Amhara, e o seu assessor foram mortos a tiros na capital de Amhara, Bahir Dar, na noite de sábado.

Na mesma noite, mas num ataque separado, o chefe do Estado Maior da Etiópia, Seare Mekonnen, e outro general reformado foram assassinados a tiros na casa do chefe do Exército em Adis Abeba, pelo seu guarda-costas, que já se encontra detido.

Segundo o gabinete do primeiro-ministro, Abiy Ahmed, informou que os dois ataques estão relacionados e apontou o chefe de segurança do Estado de Amhara, o general Asamnew Tsige, como responsável pelo golpe frustrado, sem dar detalhes de seu paradeiro.

O general Asamnew Tsige foi libertado da prisão no ano passado, após ter sido amnistiado por uma tentativa semelhante de golpe.

Abiy Ahmed assumiu o cargo há pouco mais de um ano e lançou reformas sem precedentes na Etiópia, o segundo país mais populoso de África e uma das economias em crescimento mais rápido no continente.

Mas, as mudanças aplicadas pelo primeiro-ministro nos serviços militares e de inteligência renderam-lhe poderosos inimigos. O seu governo esforça-se para conter figuras poderosas na miríade de grupos étnicos que lutam contra Governo federal e entre si por maior influência e recursos na Etiópia.

 A embaixada dos Estados Unidos em Adis Abeba lamentou o ataque: "Os ataques contra estes homens foram contra as instituições e a nação que eles serviram. Os Estados Unidos mantém-se firme no apoio à Etiópia, à medida que o país trabalha em reformas políticas e económicas que representam o caminho certo para a prosperidade da Etiópia, sua inclusão política e estabilidade", refere o comunicado .

 

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade